0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 31/05/2022 08:42

Termina nesta terça-feira (31) o prazo para os partidos registrarem no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a formação de federações partidárias com o objetivo de participar das eleições de 2022

Criadas na reforma eleitoral aprovada pelo Congresso em setembro de 2021, as federações são uma nova forma de as siglas atuarem de forma unificada.

Pelos próximos quatro anos, elas funcionarão como um partido único. Terão de dividir recursos do Fundo Partidário e tempo de televisão.

Três alianças foram anunciadas para o pleito de outubro (confira abaixo)

O modelo se difere das coligações, nas quais os partidos podiam negociar apoios por estado e não precisavam ter nenhum tipo de alinhamento após o fim da campanha eleitoral ― as coligações para eleições proporcionais foram extintas em 2017, mas ainda são permitidas para os cargos majoritários.

No caso das federações, a união entre os partidos também vale para as disputas municipais de 2024. E elas também podem declarar apoio a outros partidos.

Post Anterior

Estados sinalizam ao Senado recuo sobre o ICMS

Próximo Post

BOLSONARO SÓ LIDERA NO SUL, ENTRE EVANGÉLICOS E QUEM GANHA MAIS DE CINCO MÍNIMOS, APONTA FSB

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.