0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 09/10/2019 15:10

A partir da próxima sexta-feira,11, os produtores rurais poderão antecipar a vacinação contra a febre aftosa dos animais que participarão de eventos pecuários. A medida tem objetivo de garantir o cumprimento obrigatório do período de carência após o animal receber a vacinação. Em 2018, o Tocantins realizou 947 eventos pecuários fechados (leilões, feiras agropecuárias, vaquejadas, entre outros) com a participação de 723 mil bovinos.

O pecuarista deverá procurar a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) e pegar uma autorização para aquisição da vacina nas lojas agropecuárias. “A antecipação da vacinação é um facilitador para os produtores rurais que necessitam transportar seus animais, mantendo a sanidade em dia”, disse o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha.

Para antecipar a vacinação, o produtor rural deverá procurar a Adapec para pegar a autorização da compra da vacina. Foto: Lenito Abreu.

O período de carência é de 15 dias para animais primos-vacinados (vacinados pela primeira vez) e sete dias para animais com duas vacinações. Já para os que têm três ou mais vacinações comprovadas estão livres de cumprir a carência. “Depois de vacinar os animais, é preciso comprovar o ato na Agência até 10 dias após a compra do produto, do contrário estará sujeito à multa e outras sanções”, alerta o diretor de defesa, inspeção e sanidade animal, Márcio Rezende. 

A 2ª etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa será de 1º a 30 de novembro para animais com até 24 meses de idade, declarados em maio. A expectativa é vacinar 4 milhões de bovinos e bubalinos.

Post Anterior

Ataque de abelhas deixa cinco feridos em Araguaína

Próximo Post

Procon irá monitorar preços da carne bovina no Tocantins

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *