0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 18/07/2022 09:35

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), afirmou neste domingo (17) que ainda aguarda uma possível reunião com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre propostas de mudanças no processo eleitoral brasileiro.

O presidente criticou a postura da corte e declarações recentes do presidente do TSE, o ministro Edson Fachin.“Nós continuamos querendo essa reunião”, disse o presidente, em conversa com jornalistas em frente ao Palácio do Alvorada.

“Parece que eles (TSE) estão dispostos daqui a 15 dias, ou seja, continuam esticando a corda até chegar o momento onde você não possa fazer mais nada, você tem que aceitar a proposta deles.”

Bolsonaro lembrou uma afirmação que Fachin fez no início do mês, durante viagem a Washington, nos Estados Unidos, quando disse que o Brasil corria o risco de registrar um episódio “ainda mais agravado” do que a invasão do Capitólio, em 6 de janeiro de 2021, quando partidários de Donald Trump entraram no Congresso norte-americano e provocaram cenas de violência e tumulto.

“O que nós queremos é que acabem as eleições e os dois lados não tenham nenhuma dúvida. Porque quando o Fachin fala que pode ter um novo Capitólio aqui, o que ele quer dizer com isso? Só faltou ele falar ‘Lula Presidente’ e (que) eu vou invadir o TSE. Ninguém quer rompimento, ninguém quer ruptura. Quer dizer, nós não queremos, e o outro lado provoca o tempo todo”, disse o presidente.

Post Anterior

Convenções para escolha de candidatos começam na quarta-feira; veja datas

Próximo Post

Torneio internacional de Beach Tennis apoiado pelo SESI é sucesso de público e movimenta a Capital  

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.