0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 19/07/2022 11:00

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) rebateu nesta terça-feira (19) a reunião com mentiras sobre as urnas eletrônicas feita por Jair Bolsonaro com embaixadores de mais de 40 países ontem.

Em um comunicado assinado pela presidente Renata Gil, a AMB afirmou o que já se sabe – que o sistema de votação eletrônica brasileira é confiável e historicamente bem-sucedido, sem a ocorrência de eventos que tirassem sua confiança.

Para a associação de magistrados, o país tem instituições fortes o bastante para aguentar a disputa. E isso passará, dizem, pelo respeito ao trabalho da corte eleitoral.

“O trabalho realizado pelos ministros e ministras do TSE, responsáveis maiores pela condução do pleito, não pode ser vilipendiado às vésperas das eleições”, concluem, “sendo inadmissíveis ataques pessoais aos principais atores da justiça brasileira.”

Post Anterior

Estado do Tocantins concede incentivo fiscal de até 75% para alimentos

Próximo Post

Presidente do Cidadania pede que o Congresso "abra um processo de impeachment" contra Bolsonaro

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.