0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 08/06/2018 09:16

Duas eleições para governador num prazo de seis meses não são o único motivo para fazer o Tocantins entrar para a história nas Eleições de 2018. O Estado também foi o primeiro do país a usar a tecnologia nas eleições deste ano, dispensando o uso do título de eleitor em papel, com o ‘e-titulo’. O aplicativo adotado pelo Tribunal Superior Eleitoral também tem outro aspecto que está relacionado ao Tocantins pela relação geográfica: foi desenvolvido por uma equipe do norte do país, do Tribunal Regional Eleitoral do Acre(AC).

Senadora Kátia Abreu foi a única candidata nas eleições suplementares a adotar o aplicativo. Foto: Fabíola Sélis/Orla Notícias

O e-titulo foi lançado em dezembro de 2017 e está disponível para iPhone (iOS) e smartphones Android. O aplicativo traz todas as informações que constam no papel e, para os eleitores que já fizeram o cadastramento biométrico – que inclui também foto –, bastará o celular para votar.

Na votação do primeiro turno para o governo do Tocantins, no último domingo, 3, a candidata derrotada, senadora Kátia Abreu(PDT) usou o aplicativo para votar. O registro foi feito pela jornalista Fabíola Sélis, do Portal Orla Notícias.

Para o TSE, o e-titulo representará economia de recursos públicos. Lá no Acre, o objetivo era “evitar que moradores de localidades muito distantes tivessem de ir até o cartório eleitoral apenas para imprimir o título”. 

A reportagem do Orla Notícias solicitou ao TRE/TO informações sobre quantos eleitores usaram o aplicativo no primeiro turno e aguarda resposta. 

Post Anterior

Tuberculose: Unidades prisionais do Estado passam a fazer parte de projeto de prevenção

Próximo Post

Poeta tocantinense é convidado a apresentar sua arte durante viagem ao Chile