0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 20/06/2022 19:45

Diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura, Adriano Pires, disse a O Antagonista que o novo indicado do governo ao comando da Petrobras, Caio Mario Paes de Andrade, deve manter a política de preços da estatal, como seus antecessores.

Hoje, José Mauro Coelho renunciou ao cargo após pressão política.

“Falava-se muito que o general [Silva e Luna] controlaria os preços ao assumir o lugar do [Roberto] Castello Branco e não foi o que aconteceu. O mesmo foi com José Mauro Coelho”, exemplificou.

Sobre uma eventual privatização, Adriano foi sucinto: “Não depende do Caio, mas do Congresso Nacional e isso só anda se o Bolsonaro for reeleito, não este ano”.

Post Anterior

Transportes agrícolas por ferrovias dobram em 12 anos

Próximo Post

"Dias bem piores à frente”, diz Guedes, sobre economia mundial

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.