0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 10/06/2022 18:18

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu investigação para apurar indícios de duplicidade nos gastos do cartão corporativo de Jair Bolsonaro. O procedimento foi aberto nesta semana a partir de um pedido do deputado Elias Vaz (PSB-GO). 

“Há despesas informadas na fatura do cartão e contratos firmados pela União para os mesmos serviços. É uma verdadeira farra com dinheiro dos impostos dos brasileiros. Queremos que as contas anuais do presidente sejam rejeitadas e os valores sejam devolvidos aos cofres públicos”, afirma o deputado.

Jair Bolsonaro costuma afirmar que o valor é decorrente de despesas com equipes de segurança em viagens. Mas os militares responsáveis pela segurança do presidente da República e do vice, Hamilton Mourão, recebem diárias para pagar o custo de alimentação e hospedagem.

Post Anterior

Governo do Tocantins lança escola virtual e gratuita de economia criativa para jovens e garante linha de crédito financeiro

Próximo Post

Defesa Civil de Palmas emite alerta de baixa umidade com perigo potencial

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.