0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 26/07/2022 10:59

O Supremo Tribunal Federal marcou julgamentos virtuais entre os dias 12 e 19 de agosto para analisar recursos da Procuradoria-Geral da República (PGR) e da Advocacia-Geral da União (AGU) que questionam inquéritos envolvendo o presidente Jair Bolsonaro (PL).

No plenário virtual, não há discussão, apenas apresentação de votos. Caso algum ministro peça vista (mais tempo para análise), o julgamento é suspenso. Se houver um pedido de destaque, o tema é levado ao tribunal físico da Corte.

O recurso da PGR questiona decisão de Alexandre de Moraes de abrir um inquérito para investigar as declarações nas quais Bolsonaro associa a vacinas contra a Covid-19 com a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids).

Já o recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) questiona outra decisão de Moraes que mandou a Polícia Federal analisar mensagens obtidas após quebra de sigilo na investigação que apura o vazamento de informações sigilosas sobre o TSE durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais de Bolsonaro.

Post Anterior

Aeroporto de Palmas passa a oferecer serviço de reserva de estacionamento e mobile payment

Próximo Post

Estado do Tocantins injeta mais de R$ 247 milhões no mercado com pagamento dos servidores nesta quarta, 27

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.