0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 07/06/2022 14:24

O slogan “Sem pandemia, sem corrupção e com Deus no coração seremos uma grande nação” tem sido criticado por alguns aliados do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Esses interlocutores do clã reclamam da frase muito longa, de difícil absorção, e da presença de palavras negativas como “pandemia” e “corrupção”. O criador da campanha é o publicitário Duda Lima.

Na avaliação de um deles, não há motivo para relembrar o período da pandemia, que pode ter contribuído para aumentar a rejeição de Bolsonaro no eleitorado feminino, por exemplo.

A campanha do presidente vive um racha na comunicação entre aliados do centrão e o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do mandatário e responsável pelas redes sociais do pai.

Considerado o mentor da atuação de Bolsonaro nas plataformas digitais, Carlos é crítico das estratégias convencionais do marketing eleitoral. Na semana passada, criticou a propaganda partidária em sua conta no Twitter.

Post Anterior

Líder dos caminhoneiros diz que nova PEC dos combustíveis de Bolsonaro é “solução tabajara”

Próximo Post

Bolsonaro fala em “partir para o escambo” se faltar diesel

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.