Home»Destaque»Sindicatos defendem jornada de trabalho de 6h e garantem que horário não causa prejuízos

Sindicatos defendem jornada de trabalho de 6h e garantem que horário não causa prejuízos

Atualizada em: 03/08/2018 12:22

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Alegando ser uma reivindicação dos servidores, os Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais de Palmas (Sisemp) e dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Sisepe/TO) e ) manifestam contra o pedido da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Palmas(CDL), que solicitou o retorno do expediente de 8h da Prefeitura de Palmas e Governo do Estado nesta quinta-feira, 2.

No último dia 31 de julho foi publicado do Decreto 1.627 oficializa o novo horário da jornada de trabalho dos servidores públicos municipais das 13h às 19h o dia 31 de dezembro. Já os servidores estaduais estão desde o dia 2 de maio e seguem até 31 agosto com o expediente das 8h às 14h. Segundo a CDL, para o comércio, o novo horário de funcionamento é prejudicial e horários vai acarretar prejuízos para a economia da Capital.

Ao Portal Orla Notícias o presidente do Sisemp, Heguel Albuquerque destacou que a redução de horário vai permitir maior economia a gestão municipal. “Esta questão é importante e trazer economia aos cofres públicos e dar condições a prefeitura para pagar os débitos que possuem referente aos servidores públicos”, garantiu Albuquerque.

Ao contrário do que afirmou a CDL, para o presidente que representa os servidores municipais os servidores terão mais tempo para ir ao comércio e defendeu ainda que é o momento dos empresários inovarem.

“Vejo com positividades, porque os servidores públicos terão tempo disponível no dia para visitar o comércio, fazer compras e efetuar o pagamento de suas contas. Prejuízo seria se eles saíssem da cidade, se deslocassem para gastar em outros municípios. E não é o que ocorre, porque estão aqui para trabalhar todo dia. O comércio precisa inovar a esta nova realidade dos servidores. Repensar para atrair estes clientes”, explicou.

Direito conquistado

Já para o Sisepe a redução do horário é uma conquista importante dos servidores e também afirma que os trabalhadores terão mais tempo para gastarem, conforme explicou o presidente em exercício, Milton Rocha.

“A jornada de 6 horas é reivindicação antiga do Sisepe e uma importante conquista dos servidores, porque sobra mais tempo para ele ficar com a família, para o lazer e inclusive para o consumo. Com isso ele trabalha melhor e atende melhor a população. O Sisepe entende que se a economia de Palmas teve uma queda no primeiro semestre é porque vivemos um período ruim e não por causa da redução da jornada de trabalho” garantiu o presidente em exercício.

 Ainda em nota enviada ao Portal Orla Notícias, o Sisepe afirma que a medida representa maior qualidade de vida, mais produtividade no trabalho e um atendimento mais eficiente à população, porque o servidor motivado trabalha melhor. Para o governo, às 6 horas reduzem os gastos com água, energia e materiais de consumo nos órgãos públicos, assim como com combustível e manutenção da frota.

Confira a nota

O Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (SISEPE-TO) esclarece, mais uma vez, que a jornada de trabalho de 6 horas não prejudica o comércio em Palmas, pelo contrário, permite mais tempo ao servidor para que possa inclusive consumir.

É preciso lembrar que os servidores estaduais, que trabalham 6 horas, encerram a jornada às 14 horas consumindo, em sua maioria, no comércio próximo ao trabalho. E ainda destacamos os benefícios da redução do horário para o funcionário e a economia para o governo.

A jornada de 6 horas é uma reivindicação antiga do SISEPE-TO e uma importante conquista dos servidores públicos, pois a medida representa maior qualidade de vida, mais produtividade no trabalho e um atendimento mais eficiente à população, porque o servidor motivado trabalha melhor.

Para o governo, às 6 horas reduzem os gastos com água, energia e materiais de consumo nos órgãos públicos, assim como com combustível e manutenção da frota.

Post Anterior

O clã, Zaiden e Pacelli em noite de muita alegria

Próximo Post

Criação de animais em condomínios causa discórdia: DPE garante direito de moradores