0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 06/11/2021 09:37

A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) divulgou os números do setor referentes a setembro. No período o crescimento das receitas de vendas foi de 9,1% em relação a setembro de 2020.

Os setores com melhor desempenho em 2021 são os fabricantes de máquinas para agricultura, máquinas rodoviárias e máquinas para a indústria de transformação.

Já quando se fala em receita líquida houve queda de 4,8% na margem, anulando parte do crescimento do mês de agosto. O desempenho negativo, ante ao mês imediatamente anterior, se deu tanto no mercado doméstico quando externo.

Foto: Divulgação.

Ainda assim na comparação interanual a recuperação prevalece, com alta de 9,1%. As receitas no mercado doméstico cresceram 8,5% e no externo 46,9%.

Com este resultado, no ano (jan-set) a indústria brasileira de máquinas e equipamentos acumulou crescimento de 29,5%.

Em relação às exportações o incremento foi de 46,9%, sexto aumento seguido neste tipo de comparação, elevando o resultado acumulado no ano de crescimento de 28% para 31%.

Em setembro de 2021 o valor acumulado das exportações representou 23,3% da receita de vendas do setor.

No ano o setor de máquinas para a agricultura tem um dos melhores desempenhos entre todos os segmentos, com alta superior a 35% nas vendas externas. No mês houve queda de –

8,4%.

O mês de setembro também registrou aumento de 11,5% nas importações de máquinas e equipamentos na comparação com o mês de agosto. Na comparação

interanual o crescimento foi de 54,7%. O segmento de máquinas agrícolas importou 34,7% mais no ano e 9,5% mais no mês. Entre as principais origens das importações, China, EUA e Alemanha comandam o ranking respectivamente. Fonte: Agrolink / Abimaq

Post Anterior

Urgente: morre aos 26 anos a cantora Marília Mendonça em acidente de avião

Próximo Post

Quase 65% das cidades do Brasil não tiveram vítimas de Covid-19 em outubro