0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 16/03/2020 15:47

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) está se preparando para 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que começa no dia 23 de março e segue até o dia 22 de maio. A vacinação será dividida em fases estratégicas, separando o público alvo por grupos prioritários. As datas para início da vacinação será distinta para cada grupo. O Dia “D” da campanha Nacional de Mobilização será no dia 09 de maio, onde todas as salas de vacinação no Estado estarão abertas.

A 1ª fase da campanha contempla idosos (60 anos ou mais) e trabalhadores da saúde, com início da vacinação no próximo dia 23. Na 2ª fase o público será de professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, com início da vacinação dia 16 de abril.

A 3ª e última fase para crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, adultos de 55 a 59 anos de idade, povos indígenas e adultos com início da vacinação 09 de maio.

Doses

Vacinação contra a Gripe. Foto: Nielcem Fernandes.

O Estado irá receber 471.522 doses da vacina de forma escalonada de acordo com as etapas da campanha.  “Teremos doses suficientes para atender o público alvo, então pedimos para todos ficarem atentos às datas de vacinação. A vacina contra Influenza mostra-se como uma das medidas mais efetivas para a prevenção da Influenza grave e suas complicações. A cobertura mínima a ser alcançada por grupo prioritário no Estado é de 90%”, explicou a gerente de imunização do Estado, Elaine Dias. 

O Secretário de Estado da Saúde, Dr. Edgar Tollini tranquilizou os representantes municipais quanto às ações que estão sendo realizadas no Estado para a prevenção do coronavírus (covid-19) e chamou a atenção para as demais campanhas de vacinação que o Estado vai realizar.  “O Estado do Tocantins ainda não tem nenhum caso confirmado do coronavírus, e nem do sarampo, mesmo sabendo que esses agravos irão chegar ao Estado. Temos casos de influenza e esse já temos a vacina que poderá minimizar as complicações e internações. Como também temos a vacina contra o sarampo que já está disponível nas unidades básicas de saúde. A principal meta do Estado e garantir a imunização da sua população e trabalhar com informação qualificada para evitar alardes e pânico”, disse.  

Dados

O Tocantins registrou em 2019, 144 casos de Influenza dos tipos H1N1, H3, A e B. Este ano já foram notificados no Estado 18 casos de Influenza H1N1 e B. Quanto ao coronavírus temos 16 casos notificados, destes seis já foram descartados, há três casos suspeitos na relação oficial do Ministério da Saúde que aguardam resultados dos exames e continuamos acompanhando outros sete casos –  três deles em Palmas e o restante nas cidades de Araguaína, Paraíso, Pindorama e Porto Nacional que aguardam resultados do Laboratório Central de Saúde Pública do Tocantins (Lacen).

Post Anterior

Coronavírus. Nova Era de Transformação para Renovação

Próximo Post

Energisa abre vagas para eletricista de inspeção e técnico de medição