0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 08/04/2021 14:31

A votação do projeto de lei  da quebra de patentes de vacinas contra covid 19  foi defendida pela senadora Kátia Abreu (PP-TO). Ela disse que não há previsão ou cronograma confiáveis sobre a chegada ou a produção de vacinas suficientes para atender a população brasileira nos próximos meses.

A senadora também afirmou que mais de 60 países estão lutando pela quebra dessas patentes e acusou o governo Bolsonaro de não comprar vacinas com antecedência no ano passado. Na sua avaliação, o ministro da Economia, Paulo Guedes, é contra a quebra de patentes por praticar “um liberalismo ultrapassado”.

Nós estamos em uma guerra, e em estado de guerra não há que se preocupar com imagem em lugar nenhum. Será que os 60 países do mundo que estão pedindo a quebra de patente não se preocupam com a sua imagem? Será que é só o Brasil que se preocupa agora com a sua reputação? Deveria ter se preocupado com a sua reputação quando negou as vacinas da CoronaVac, quando negou as vacinas da Pfizer, quando negou as vacinas dos Estados Unidos, quando negou as da AstraZeneca, quando comprou 10% apenas do consórcio da Covaxin para a população brasileira. Isso que é queima de reputação. Não nos resta mais nada a fazer, a não ser essa quebra de patente! É a única esperança que nós temos. A nossa obrigação, como representantes do povo brasileiro, é derrubar essa patente  afirmou Kátia Abreu.

Post Anterior

Bolsonaro se reúne com empresário em jantar, promete acelerar vacinação e é ovacionado

Próximo Post

Com 273,8 milhões de toneladas safra de grãos será recorde

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *