0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 29/03/2019 17:25

Os feirantes da Capital estimam vender cerca de 300 toneladas de peixes durante a Semana Santa. Os vendedores estão cadastrados em sete feiras de Palmas. O preço médio é de R$ 10 a R$ 12 por quilo. A expectativa é que as vendas devem alcançar mais de R$ 3 milhões, uma vez que são vendidos cerca de 5 quilos de pescado por família.

Durante esse período, todas as feiras de Palmas estarão abertas de terça a domingo. Os peixes mais vendidos são a caranha e o tucunaré, mas, os clientes buscam também por mapará, corvina, pirosca, surubim e piau fresquinhos direto para os consumidores. “Recentemente as feiras do Aureny I e Arno 33 foram reformadas e a da 304 Sul (Espaço Popular Mario Bezerra Cavalcante) ganhou sala específica para venda de peixes, e os feirantes estão recebendo cursos de capacitação para respeitarem todas as normas da Vigilância Sanitária de armazenamento e refrigeração”, destaca o diretor de Comercialização e Abastecimento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Emprego (Sedem), Ruydelmar Fontoura. 

Pescado nas feiras da Capital. Foto: Luciana Pires/Prefeitura de Palmas.

De acordo com a Sedem, os cursos de capacitação referentes às normas sanitárias seguem até o período da Páscoa e os comerciantes terão instruções para o uso correto de utensílios, uniformes e toucas, higiene e armazenamento do pescado, bem como o descarte correto dos resíduos sólidos, como vísceras, escamas, guelras e barbatanas, além da correta disposição dos peixes com uma camada de gelo e outra de peixe, devendo a última ser de gelo.

Post Anterior

Homem acusado de matar outro em distribuidora no Aureny III é condenado a 12 anos de prisão

Próximo Post

Palmas recebe curso e treinamento sobre corrupção e lavagem de dinheiro