0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 28/07/2021 15:24

No planejamento para o retorno das atividades letivas do segundo semestre, após as férias escolares, a titular da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), Adriana Aguiar, recebeu nesta quarta-feira, 28, os 13 diretores Regionais de Educação, Juventude e Esportes. As aulas estão previstas para retornarem na próxima segunda-feira, 2, com a realização do acolhimento.

Na reunião, foi apresentada a proposta do Acolhimento, que marca a continuidade das aulas após as férias. As atividades ocorrerão de forma híbrida. Para isso, foi apresentado um plano de retomada que contempla as atividades presenciais e não presenciais, assim como a organização dos espaços das unidades de ensino e do transporte escolar para garantir a segurança e a saúde dos estudantes e profissionais que estudam nas escolas da rede estadual.

A titular da Seduc, Adriana Aguiar, destacou a importância de se considerar a realidade de cada município que integram as regionais. “Temos um alinhamento comum, que é a oferta de educação de qualidade para os estudantes dos 139 municípios tocantinenses, porém esse retorno considera a realidade local, os decretos vigentes. O ensino será híbrido para atender às diferentes realidades. Para isso, temos um Guia de Orientações Pedagógicas”, explicou.

Também foram colocadas em pauta as propostas de ações para a realização de avaliações diagnósticas do 1º ao 6º ano do ensino fundamental, diagnóstico para as escolas de ensino médio integral e a aplicação de simulados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), assim como a execução do programa TO no Enem, direcionado aos estudantes matriculados na 2ª e na 3ª série do ensino médio, na rede estadual de ensino.  

Considerando o cenário pandêmico e a demanda da realização das avaliações do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), do Governo Federal, que permite o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) realizar um diagnóstico da educação básica brasileira e de fatores que podem interferir no desempenho do estudante, foram colocados os desafios vivenciados nesse momento e repassadas as orientações para a efetivação das ações do Sistema. 

Diretores Regionais participam de reunião na Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes. Foto: Marcio Vieira/Governo do Tocantins.

Dentro da agenda nacional de desenvolvimento das ações desenvolvidas pelo Ministério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de Educação Básica (SEB), a equipe da Seduc deu os encaminhamentos referentes ao plano de ação das equipes gestoras dentro do Programa Brasil na Escola, que busca iniciar as bases para uma agenda de inovações sobre a atual organização do ensino fundamental, bem como apoiar a execução das metas 2 e 7 do Plano Nacional de Educação (PNE), sobretudo para os anos finais do ensino fundamental.

A titular da Diretoria Regional de Educação, Juventude e Esportes (DRE) de Arraias, Thais Amorim, destacou que o trabalho nas unidades de ensino se reconfigurou no período pandêmico, demandando novas estratégias de trabalho. “Antes, o nosso trabalho se centrava basicamente na parte pedagógica e administrativa, agora, temos que trabalhar a parte emocional interligada a qualquer ação que venhamos a desenvolver. Com essa reunião, deslumbramos novos caminhos a serem percorridos dentro dessa proposta”, apontou.

Já a diretora Regional de Arraias, Joelma Vieira Lopes, falou da importância do compartilhamento de estratégias e do alinhamento das decisões. “É uma construção conjunta da proposta de ensino que será trabalhada nas nossas escolas. Cada diretor regional traz suas experiências que, dentro da pauta proposta e com as orientações da equipe técnica, possibilitam o desenvolvimento de estratégias que possam garantir a concretização da pauta comum, colocada pela secretária Adriana, que é o acesso à educação para todos os estudantes”, ponderou.

Post Anterior

Em Gurupi, pessoas com mais de 35 anos e bancários poderão se vacinar contra Covid-19

Próximo Post

Obras em pontes e rodovias na região de Porto Nacional são executadas pelo Governo do Tocantins