0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 15/07/2022 12:43

Alinhar os fluxos de atendimentos para a realização de exames ambulatoriais e cirurgias ortopédicas de urgências e eletivas, dar celeridade para a solução dos problemas da população atendida e ouvir as demandas dos profissionais. Estes foram os objetivos da reunião entre o secretário de Estado da Saúde, Afonso Piva, e os médicos ortopedistas do Hospital Geral de Palmas (HGP). O encontro aconteceu na quinta-feira, 14, na sede da Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO).

Na ocasião foi debatida a necessidade de atendimento à demanda reprimida. “Somos conhecedores de que a ortopedia responde por mais de 60% dos atendimentos do HGP e que apesar de termos uma equipe comprometida, que se desdobra para atender o grande número de pacientes, principalmente em urgência, o atendimento das eletivas ainda é demorado”, disse o Afonso Piva.

O gestor acrescentou ainda, que “para dar solução a estes problemas, ouvimos hoje os profissionais, para que a Secretaria possa sanar as dificuldades que eles tem dentro da unidade e assim, traçar um plano para atendimento rápido da demanda reprimida. Já equipamos o centro cirúrgico do HGP, com ampliação de mais três salas e isso facilita o fluxo de ortopedia dentro da unidade”, pontuou.

Para o coordenador de ortopedia do HGP, Ronaldo Rêgo Rodrigues “a reunião foi muito produtiva e positiva. Traçamos planos e metas e a Secretaria se colocou à disposição para disponibilizar o que for necessário para dar andamento e celeridade as cirurgias dos pacientes que estão internados no HGP, diminuindo assim o tempo de internação e favorecendo o rápido retorno dos pacientes aos seus lares”, afirmou, acrescentando que “faremos um plano de ação e será estabelecida uma maior interação entre o HGP e os outros hospitais regionais, para que possamos agilizar os casos de menor complexidade nestes locais e trazer os de maior complexidade para o HGP”.

Fortalecimento da rede

Para desafogar o trabalho do HGP, a SES-TO tem fortalecido os hospitais do interior, com entrega de mais de 300 equipamentos, em sua maioria, destinados aos centros cirúrgicos e está em fase de conclusão das obras que permitirão a abertura de Unidade de terapia Intensiva em Porto Nacional, Paraíso do Tocantins e Miracema.

“Com UTIS nestas unidades, elas poderão fazer procedimentos de maior complexidade, como por exemplo, as cirurgias de artroplastias de quadril e joelho que é de grande demanda aqui no HGP”, finalizou Ronaldo Rêgo.

Credenciamento

Além do fortalecimento da rede, a SES-TO, em consonância com os órgãos de controle e o Conselho Estadual de Saúde está trabalhando no processo para credenciamento de empresas privadas, para dar agilidade no atendimento aos pacientes cadastrados no Sistema de Gerenciamento de Lista de Espera (SIGLE), para realizarem cirurgias eletivas de ortopedia.

 

Post Anterior

Guarda-vidas militares a postos para o terceiro final de semana da Operação Praias

Próximo Post

Dimas, Damaso e Eduardo Gomes discutem chapa conjunta