0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 17/06/2022 11:14

A Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (Sics) recebeu a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), a Companhia Imobiliária de Participações, Investimentos e Parcerias (Tocantins Parcerias) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/TO) para debater o projeto de implantação do Centro de Capacitação Tecnológica no Tocantins. 

A reunião ocorreu nesta semana e integra a ação do Governo do Tocantins no intuito de otimizar o espaço do Parque Agrotecnológico do Tocantins, através de estruturas voltadas para qualificação e profissionalização. O projeto de implantação do Centro de Capacitação Tecnológica no Tocantins visa atender demandas do setor agroindustrial que busca profissionais especializados para áreas como eletrotécnica, automação industrial, manutenção, entre outras. 

Para a diretora regional do Senai/TO, Márcia de Paula, a realização desse tipo de projeto contribui para o aumento da empregabilidade e atende às atuais necessidades do mercado.

“Essa é uma ação que está sendo articulada pela Sics, justamente visualizando a necessidade de profissionais qualificados para o desenvolvimento industrial. Nosso estado tem a base no agro, por isso há essa necessidade de desenvolvimento tanto de profissionais na área técnica, quanto na qualificação. Essa é uma atuação em conjunto com a Sics e a Seagro, envolvendo o sistema S, para que possamos  ter ações concretas para elevar o número de profissionais capacitados no Tocantins”, explicou Márcia de Paula.

Trabalho e novos investimentos

O Parque Agrotecnológico do Tocantins recebe anualmente a Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins).  De acordo com o secretário de Estado da Seagro, Jaime Café, é essencial destinar novas ações para o local, visando melhorias para o setor do agronegócio e para o desenvolvimento do Estado. 

“O Tocantins está crescendo cada vez mais no Agronegócio.  O setor está se aprimorando através da tecnologia com equipamentos de última geração, além do ingresso do 4.0 na agricultura e também do serviço 5G, que está chegando no nosso Estado. Alguns municípios já podem fazer uso de máquinas autônomas e esse equipamento precisa de alguém qualificado para operação, regulação e manutenção. Esse centro de capacitação viabiliza estruturas para termos condições de treinar esse profissional e fazer com que o tocantinense busque essa oportunidade de emprego, tão importante e tão valorizada”, afirmou Jaime Café.

Na reunião, o gestor da Sics, Carlos Humberto Lima, falou sobre a importância de ações de profissionalização para elevar a oferta de empregos e também atrair novos investimentos, que buscam se instalar em locais que oferecem opções de mão de obra qualificada.

“A implantação desse centro de capacitação é uma forma de atuarmos para o desenvolvimento do Estado, através da formação e profissionalização. Precisamos estimular essa cultura de qualificação, para que a população busque esse serviço e entidades invistam nesse tipo de projeto. Essa prática permite a chegada de novos empreendimentos, que visam se instalar em ambientes com profissionais aptos para executarem as demandas da empresa. Dessa forma, elevamos nossos indicativos, mudando a realidade do tocantinense através da oportunidade”, destacou o secretário.

Também participaram da reunião o presidente da Companhia Imobiliária de Participações, Investimentos e Parcerias, Aleandro Lacerda; o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins (FAET), Paulo Carneiro e a secretária executiva da Sics, Geanny Pinheiro.

Post Anterior

Brasileiros compararam 270 mil armas nos últimos nove meses, diz instituto

Próximo Post

Com taxa Selic em 13,25%, Brasil mantém liderança em ranking de maiores juros reais

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.