0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 30/09/2019 16:42

No Tocantins, segundo dados da Gerência da Rede de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer, em 2019 iniciaram tratamento no Hospital Geral de Palmas (HGP) 36 mulheres com diagnóstico de câncer do colo do útero e 73 pacientes com câncer de mama. Em Araguaína, no Hospital Regional de Araguaína (HRA) foram atendidas 95 pacientes com câncer de mama este ano.

Segundo o gerente da Rede de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer, Rodrigo Cândido, “após a realização da mamografia, se o resultado for alterado, a paciente é encaminhada para consulta com o mastologista. Quando detectado nódulo, é realizada a biópsia. Existem dois protocolos de tratamento que dependem do estágio do tumor: o 1º protocolo e inicia com a retirada da mama, processo chamado mastectomia, seguido de quimioterapia, radioterapia e hormonioterapia por cinco anos. O 2º protocolo começa com quimioterapia para diminuir o tumor, cirurgia com retirada da mama, seguida de radioterapia e hormonioterapia por cinco anos”, explicou.

Durante o mês de outubro, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), as secretarias municipais de saúde realizam atividades e compartilham informações em busca de conscientizar o maior número de mulheres sobre o câncer de mama, segunda maior causa de morte de mulheres no mundo. As ações fazem parte da campanha denominada “Outubro Rosa”, um movimento internacional criado na década de 90.

O Ministério da Saúde orienta o exame de mamografia em mulheres assintomáticas na faixa etária de 50 a 69 anos. “Para as pacientes que possuem nódulo ou caroço na mama, o exame deve ser realizado em qualquer faixa etária”, destacou Rodrigo, acrescentando que os exames de mamografia poderão ser solicitados pelos profissionais médicos ou enfermeiros das Unidades Básicas de Saúde. O Estado possui duas Unidades de Alta Complexidade em Oncologia (Unacons), uma em Palmas (HGP) e outra em Araguaína (HRA). O Serviço de Diagnóstico de Mama é oferecido em Palmas, Araguaína, Augustinópolis e Gurupi. 

Post Anterior

Começa dia 1º: Fenepalmas 2019 irá reunir palestras, serviços e soluções inovadoras

Próximo Post

Começa dia 1º de outubro a janela de plantio da soja no Tocantins