0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 24/06/2021 16:35

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 24, que o governo tem o compromisso de apurar “se algo estiver errado“, mas que está a 2 anos e meio sem atos de corrupção. O presidente citou que o Brasil não recebeu “uma dose sequer” da Covaxin, vacina indiana alvo de suspeitas de irregularidades em seu contrato de acordo com o deputado Luis Miranda (DEM-DF).

Foto: Reprodução TV Brasil.

“O governo está completando 2 anos e meio sem uma acusação sequer de corrupção. Não adianta inventar vacina porque não recebemos uma dose sequer dessa que entrou na ordem do dia da imprensa ontem. Nós temos o compromisso [de que] se algo estiver errado, apuraremos. Mas, graças a Deus, até o momento graças a qualidade de nossos ministros não temos um só ato de corrupção em 2 anos e meio. Quem podia esperar isso daí?”, declarou em evento em Jucurutu, no Rio Grande do Norte.

O Planalto afirma que as vacinas negociadas ainda não foram pagas e que não houve superfaturamento na compra de R$ 20 milhões de doses acordadas. O ministro Onyx Lorenzoni (Secretaria Geral) afirmou na quarta feira ( 23 ) que Miranda e seu irmão, o servidor Luis Ricardo Miranda, serão investigados por denunciação caluniosa.

Mais cedo, o ministro disse em entrevista à Rádio Bandeirantes que o ex-ministro Eduardo Pazuello e o então secretário executivo da pasta, Elcio Franco, investigaram o contrato de aquisição da Covaxin, a pedido de Bolsonaro, e não identificaram “nada” de irregular.

Post Anterior

Arthur Lira fala sobre as denúncias de Luis Miranda; “Todo ato tem consequência e terá que se explicar”

Próximo Post

Rapper Rayla grava vídeo clipe “SUTIL – DONA RAYLA”