0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 09/03/2022 19:11

Os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que aguardavam por cirurgias cardíacas no Hospital Geral de Palmas (HGP) poderão realizar o procedimento na Unidade. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) concretizou a retomada das cirurgias cardíacas eletivas e de urgência nesta quarta-feira, 9, quando foi realizado o primeiro procedimento em um paciente de 71 anos, de revascularização do miocárdio.

Segundo o médico cirurgião cardiovascular do HGP, Gualberto S. Rojas Llanos, essa cirurgia é indicada para pacientes que tem as artérias coronárias com obstruções. Na cirurgia se utiliza a artéria mamaria e a veia safena para fazer as pontes. “Se a cirurgia não for feita em pacientes que tem essas lesões coronárias, pode ocorrer o infarto, que em alguns casos levam a óbito” pontuou o especialista.

Após a cirurgia cardíaca, o paciente é internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) onde recebe todos os cuidados especiais da equipe multiprofissional e, em poucos dias, será encaminhado para ala de internação.

Para o gestor da Pasta, Secretário de Saúde Afonso Piva, “os procedimentos foram reiniciados após intensos esforços dos gestores do Governo do Estado, visando a retomada da cirurgias cardíacas, beneficiando os usuários que aguardavam por este tipo de procedimento no HGP”. Ele também esclareceu que a partir da próxima semana a previsão é que ocorra três cirurgias por semana, entre urgências e eletivas.

Segundo o diretor geral do HGP, Leonardo Toledo, a retomada das cirurgias vem dar continuidade ao atendimento aos usuários do SUS que estão na fila de espera. “Diminuindo a grande demanda de pacientes nesta especialidade, podemos ofertar uma melhor assistência a outros pacientes que necessitam dos demais serviços oferecidos pelo HGP”, declarou.

Post Anterior

MP que concede reajuste salarial de 10,16% aos servidores municipais de Palmas é aprovada por unanimidade na Câmara

Próximo Post

Servidores municipais podem solicitar no Resolve Palmas pagamento do IPTU com passivos das progressões