0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 06/11/2018 14:03

De janeiro a setembro deste ano, o Tocantins já exportou mais de 28 mil toneladas de carnes, produtos e subprodutos para 35 países. A abertura desses mercados só é possível com a sanidade do rebanho. “Esse desempenho prova que estamos evoluindo cada vez mais, cumprindo as exigências, com empenho dos técnicos e a parceria dos produtores, que são conscientes da importância da sanidade do rebanho. Quem ganha com isso é o Tocantins, por meio do fortalecimento da cadeia do agronegócio”, destacou o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha. 

O Tocantins está há 20 anos livre da febre aftosa. Atualmente são cerca de 8,6 milhões de animais. A estimativa da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) é vacinar 4 milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos) com até 24 meses de idade no Estado. A declaração do ato é obrigatória, até mesmo para os produtores rurais que não tenham animais nessa faixa etária. A medida objetiva a atualização cadastral para efetivo controle sanitário. 

Nesta terça-feira, 06, o governador Mauro Carlesse abriu oficialmente, a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no Estado do Tocantins, que teve início no último dia 1º e se estende até 30 de novembro. O evento foi realizado na Fazenda São Sebastião, na região de Taquarussu Grande, que faz parte do município de Palmas, de propriedade do pecuarista Fenelon Barbosa.

Carlesse também destacou a qualidade do rebanho bovino tocantinense e o trabalho desenvolvido pela Adapec. Foto: Esequias Araujo/Governo do Tocantins.

O governador destacou a qualidade do rebanho bovino tocantinense e o trabalho desenvolvido pela Adapec neste últimos 20 anos de existência do órgão. “A gente tem orgulho disso e agora vivemos a expectativa de adquirir o status de estado livre de aftosa sem vacinação”, ressaltou. O vice-governador Wandely Barbosa também elogiou o trabalho do órgão de defesa agropecuária. “Ela é responsável pela segurança das nossas exportações de carne”, lembrou.

O titular da pasta do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Tiago Dourado, também ressaltou o trabalho desenvolvido pela Adapec. “Esse trabalho é essencial para a sanidade do nosso rebanho e para alcançar os mercados mais exigentes. Hoje, somos o sexto estado com serviço de inspeção equivalente ao realizado pelo serviço de inspeção federal”, elogiou.

Orientações

A Adapec acompanha todo o processo da vacina, que vai desde a sua distribuição até a aplicação. Nas lojas agropecuárias, é preciso ter a presença do técnico da Agência no recebimento do produto, ele também faz o controle da temperatura na câmara fria diariamente durante a campanha.

Atualmente são cerca de 8,6 milhões de animais. Foto: Nelito Abre/ Governo do Tocantins.

Para manter a eficácia da vacinação, é preciso atenção especial na compra, no armazenamento, no bem-estar animal e na aplicação. Os técnicos da Adapec recomendam que o produtor rural deverá adquirir a vacina em lojas registradas; verificar se estão na temperatura correta entre 2°C e 8°C e transportá-las em caixa térmica, colocando três partes de gelo para uma de vacina e lacre.

Na primeira etapa realizada em maio, o Estado bateu recorde de vacinação contra a doença, atingindo o índice vacinal de 99,91% envolvendo 8,5 milhões de bovídeos, presentes em 55,5 mil propriedades rurais. Os municípios com maior número de animais são Araguaçu com 350,4 mil; Araguaína com 244,3 mil; Formoso do Araguaia com 240,2 mil; Peixe com 198,6 mil e Arraias com 194 mil.

Post Anterior

Oportunidade de regularização: Banco do Empreendedor oferece desconto de 70% em renegociação de dívida

Próximo Post

"Esconderam e fugiram": PMs recuperam moto furtada na região central do Estado

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *