0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 19/10/2021 14:10

Desde o início da pandemia, os consumidores interessados em adquirir um veículo se deparam com os altos preços. E não importa qual o modelo, sejam eles, novos, seminovos ou usados, os preços continuam salgados. Mas para quem possui carro, o jeito é abrir o olho por conta do IPVA mais caro!

E a resposta é bem simples: como o IPVA utiliza o preço do automóvel na hora de realizar seus cálculos e os carros estão mais caros, a tendência é que o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores siga a mesma linha.

Foto: Divulgação.

Além disso, o IPVA também leva em consideração o valor do automóvel na Tabela FIPE. Então, cada estado incidirá em cima desse valor uma porcentagem referente ao valor do imposto.

Valor do IPVA/  TO

O valor do IPVA / TO é calculado de acordo com o ano e modelo do veículo. Além disso, leva-se em conta também as alíquotas estabelecidas pela SEFAZ do estado do Tocantins.

A alíquota é o percentual que irá incidir sobre o valor venal, e que pode variar segundo a destinação e tipo do veículo (1%, 2% ou 3%).

O Governo do Tocantins ainda não divulgou os valores a serem pagos pelo IPVA.

Para exemplificar: no estado de São Paulo, o valor do IPVA é equivalente a 4% do preço vigente do carro. Considere um veículo no valor de R$ 80 mil que passou a custar R$ 100 mil. De acordo com o preço anterior, o IPVA era de R$ 3,2 mil, com a atualização, o imposto será de R$ 4 mil.

Situação das indústrias de carro

A pandemia afetou diretamente as indústrias automobilísticas do país. E, devido a situação, muitos veículos ficaram comprometidos pela ausência de peças. Foi justamente essa escassez que prejudicou o mercado e ainda não existe uma possível data para que tudo volte à sua normalidade.

Atualmente, a indústria de carros continua ativa, mas de maneira reduzida. Só que essa alta demanda por veículos fez com que os valores se tornassem exorbitantes. E, aliado a toda essa situação, temos também a alta do dólar. Como carros também possuem peças importadas, o mercado é obrigado a reajustar o valor para seus consumidores.

No entanto, não se preocupe. Existem maneiras de solicitar a isenção do IPVA. Observe abaixo algumas das maneiras possíveis.

Isenção do IPVA: quem pode solicitar?

Todos os anos, condutores de veículos automotores precisam pagar o IPVA. Contudo, existem situações em que o tributo pode ser isentado. Essas situações dependem do estado em que você reside, por isso, é importante procurar informações de como funciona no estado em que você vive.

Uma das isenções mais conhecidas é a isenção automática. Ela é destinada para aqueles profissionais que utilizam o carro ou moto como trabalho. Nesse sentido, taxistas, mototaxistas, motoristas de ônibus escolares e outros podem solicitar a isenção e não pagamento do IPVA.

Por fim, vale ressaltar que é importante que o condutor esteja atento ao prazo dado pelo seu estado. Em caso de perda da data de solicitação da isenção, será necessário entrar com meios jurídicos.

Post Anterior

Eduardo Leite lidera prévias pelo PSDB com 8 diretórios a seu favor

Próximo Post

Alexandre Baldy pede demissão e deixa Secretaria de Transportes de São Paulo para disputar vaga no Senado por Goiás