0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 06/11/2019 16:28

A nova Carteira de Trabalho Digital (CTPS Digital) agora pode ser feita via aplicativo, instalado em smartphones com sistema operacional Android e IOS e funcionará como uma extensão do documento físico. A Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas) está orientando os trabalhadores sobre a emissão da versão online. A ação acontece até a sexta-feira, 8, na sede central do Sine, em Palmas.

A 1ª ou 2ª via da Carteira de Trabalho pode ser solicitada por meio do pré-cadastro web disponível no endereço: www.precadastroctps.trabalho.gov.br.

Já no site Acesso.gov.br, o trabalhador deverá informar seus dados pessoais: CPF, nome completo, telefone celular para receber SMS e e-mail. Estas informações serão validadas nas bases de Governo. O solicitante deverá preencher o formulário de pré-cadastro válido por 30 dias, e comparecer a um posto de atendimento para validar as informações e formalizar o pedido do documento. Primeiro é necessário obter a senha de acesso no Acesso.gov.br. Quem não possui a senha, pode adquiri-la através do Aplicativo da CTPS Digital, ou clicando no link Acesso.gov.br.

Carteira de Trabalho Digital pode ser feita via aplicativo, instalado em smartphones com sistema operacional Android e IOS. Foto: Luciano Dourado/ Governo do Tocantins.

De acordo com o diretor do Sine/TO, José Alberto, a proposta é orientar e sanar as dúvidas dos trabalhadores com relação à nova carteira. “Por conta de ainda ser uma novidade, os trabalhadores ainda estão inseguros quanto à CTPS Digital; a orientação é para que todos entendam as vantagens da nova carteira”, pontuou.

Por meio do aplicativo é possível também consultar os contratos de trabalho, em que são disponibilizados informações referentes aos seus vínculos como os dados da empresa contratante e cargos e salários.

O representante da Superintendência Regional do Trabalho do Tocantins, Rafael Bezerra, disse que a Carteira de Trabalho Digital deverá, com o tempo, substituir a carteira física. “Até 2020 a carteira física deixará de ser emitida, e com a nova carteira digital o trabalhador terá mais segurança, já que as informações estarão disponíveis no sistema e poderão ser acessadas a qualquer momento”, afirmou.

Post Anterior

Fazenda na região sul do Estado irá receber lançamento oficial da campanha de vacinação contra Febre Aftosa

Próximo Post

Principal evento de grafite do norte do Brasil será realizado em Palmas