0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 21/07/2022 07:45

O presidente do Intelis  União dos Profissionais de Inteligência de Estado da Abin , Daniel Almeida de Macedo, deixou o cargo ontem à no final da tarde, horas após a entidade ter divulgado uma nota em que os servidores da agência reafirmaram a segurança das urnas eletrônicas.

Macedo estava à frente da entidade desde 1º de julho.

“Ao longo de toda a história da utilização da urna eletrônica, os profissionais de Inteligência de Estado têm prestado apoio técnico especializado à Justiça Eleitoral no fornecimento e implementação de sistemas e dispositivos criptográficos, que contribuem para a autenticidade, confidencialidade e inviolabilidade dos programas e dados das urnas utilizadas no país”, disse a entidade.

O Antagonista apurou que a manifestação dos servidores da Abin irritou o Palácio do Planalto e setores que cuidam diretamente da segurança do presidente da República, como o GSI, já que a mensagem foi interpretada como uma derrota de Jair Bolsonaro em relação a um órgão que ele imaginava ter total controle.

Post Anterior

Petrobras realiza pagamento de mais de R$ 24 bilhões em dividendos nesta quarta

Próximo Post

Brasil voltará a andar de cabeça erguida, diz Lula

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.