Home»Cultura»“Reino de Deus não é deste mundo”, com essa mensagem foi marcado o Domingo de Ramos em várias celebrações na Capital.

“Reino de Deus não é deste mundo”, com essa mensagem foi marcado o Domingo de Ramos em várias celebrações na Capital.

Atualizada em: 26/03/2018 14:18

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A Semana Santa para o cristão católico começa no Domingo de Ramos. Em Palmas, por todas as paróquias, fiéis participaram nesse domingo, 25, da celebração. A Catedral do Divino Espírito Santo, na praça dos Girassóis, em Palmas, ficou lotada. O início da celebração foi marcado pelo momento de benção dos ramos, com aspersão de água benta.

O Domingo de Ramos é o momento que a Igreja Católica celebra a entrada de Jesus em Jerusalém. Montado em um jumentinho, símbolo da humildade, e aclamado pelo povo simples, que O aplaudia como: “Aquele que vem em nome do Senhor”, abanando seus ramos de oliveiras e palmeiras. Momento revivido na entrada do Padre Eduardo Zanom, ministros e coroinhas, na Catedral. (Confira o vídeo, abaixo)

Em entrevista ao portal Orla Notícias, o Padre Eduardo Zanom, que presidiu a missa de Ramos na Catedral do Divino Espírito Santo, em Palmas, disse que esse é um momento de reflexão, principalmente porque esse domingo inicia semana santa, “Domingo de Ramos é a entrada de Jesus em Jerusalém, aclamado pelo povo como o Rei. Mas Jesus entra em Jerusalém, consciente que vai sofrer sua paixão. Por isso é o início de um percurso que nós vamos passar toda essa semana. Vamos iniciar esse mistério da morte e ressurreição de Jesus”, explica.

Durante a missa, Padre Eduardo Zanom, também falou sobre a o importância da semana santa para o cristão. “É uma semana de muita oração. Ela é santa se a tonarmos santa. Então precisamos rezar mais e assim ficarmos mais perto de Deus”, disse.

A estudante Karla Natalini,ao lado da mãe – Foto: Chico Ferreira / Orla Notícias

A estudante, Karla Natalini, conta que ela sempre participa do Domingo de Ramos, é um ensinamento que foi passado entre as gerações das mulheres na família. “Pra mim é um momento importante, em que a gente passa a refletir, rezar e assim ficar mais perto de Deus e das coisas Dele. É uma tradição na minha família que é católica. Passou da minha bisavó, para minha avó, que passou pra minha mãe e eu continuo. O que precisamos ter claro nessa hora é que não temos que nos preparar só com orações, mas também com atitudes de fé”, contou.

Foto: Chico Ferreira / Orla Notícias

Para a funcionária pública, Sandra Pires, a preparação para semana santa já acontece há mais de um mês, quando teve início a quaresma. “Eu já venho num preparo espiritual, com muita oração, com missas diárias, buscando mesmo a santidade, como o próprio padre disse, que para a semana santa ser santa, a gente precisa tornar ela. O reino de Deus não é aqui na terra. Aqui é uma busca que fazemos para alcançar o reino de Deus, esse momento faz a gente refletir isso, porque para alcançar a gente precisa se preparar, com orações e ações também de caridade”, contou.

Os ramos:

Foto: Chico Ferreira /Orla Notícias

Esses ramos significam a vitória. Os ramos santos nos fazem lembrar que somos batizados, filhos de Deus, membros de Cristo, participantes da Igreja, defensores da fé católica. Os ramos sagrados que levamos para nossas casas, após a Missa, lembram-nos de que estamos unidos a Cristo na mesma luta pela salvação do mundo, a luta árdua contra o pecado, um caminho em direção ao Calvário, mas que chegará à Ressurreição.

sentido da Procissão de Ramos: 
O sentido é mostrar essa peregrinação sobre a terra que cada cristão realiza a caminho da vida eterna com Deus.

 

 

Semana Santa:

Padre Eduardo Zanom, explicou sobre esse momento vivido na Igreja Católica. “Essa semana também vem  marcada pelo Trido Pascoal. É uma única celebração dividida em três dias: na quinta-feira (29/03), instituição da eucaristia, que Jesus lava os pés dos apóstolos. Sexta-feira (30/03), dia da morte de Jesus, celebração da paixão. E no sábado, sábado de aleluia, na vígila nós já celebramos a ressurreição de Cristo, a vida nova. O cristão é convidado a entrar no sepulcro com Jesus e sair de lá com vida nova”, explica. Ainda segundo o padre esse é o momento que o todos os cristãos “são chamados a entrar em Jerusalém junto com Jesus, com nossas cruzes. Não tenham medo das suas dificuldades, abrace sua cruz, porque nós caminhamos com a força de Cristo”, ressaltou.

Programação na Catedral:

Na segunda-feira (26/03) tem a celebração do encontro. Em procissão os homens com a imagem de Nosso Senhor dos Passos e as mulheres com a imagem de Nossa Senhora das Dores. Em oração pela praça dos Girassóis, as imagens se encontram simbolizando o encontro de Jesus e Maria, durante o seu calvário.

Na terça-feira (27/03) vamos ter a celebração do centenário das dores de Maria. As sete dores que Maria sofreu na sua missão de ser mãe do Salvador.

Na quarta-feira (28/03) todos os cristãos se reúnem na Casa de Maria, às 19h30 com Bispo, chamada missa da unidade. Onde ele abençoa os óleos que serão usados durante todo o ano, para unção dos enfermos, do sacramento da crisma e também para o batismo. 

E o Trido Pascoal, (quinta(29/03), sexta(30/03) e sábado(31/03)), cada paróquia celebra na sua igreja.

Na Igreja Nossa Senhora do Carmo, na quadra 108 norte, em Palmas, o Domingo de Ramos, foi marcado pela procissão dos fiéis, pelas ruas da quadra.

 

Foto: Orla Notícias

 

Foto: Orla Notícias

Post Anterior

Aguardando

Próximo Post

Polícia Civil prende casal de traficantes na região norte de Palmas - Por Celso Gick