0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 14/01/2020 16:28

A região, inserida na Área de Proteção Ambiental (APA) Serra de Lajeado, começa a receber nesta terça-feira, 14, uma força-tarefa para o plantio de 10 mil mudas de de árvores nativas na região. Três propriedades estão sendo beneficiadas com este plantio, que contempla ainda o projeto de Restauração Ecológica e Econômica em Áreas Degradadas e Alteradas no Estado do Tocantins (Restaura-TO). Neste projeto, coordenado pelo engenheiro florestal, Ricardo Haidar, foram feitos o preparo das áreas para o recebimento das mudas e sementes.

A ação é uma parceria entre o Governo do Estado e a ONG norte americana 8 Billion Trees  que tem o objetivo de restaurar áreas degradadas. Para a ONG 8 Billion Trees, a expectativa é o plantio de 50 mil árvores em diversas regiões do Tocantins, incluindo os parques estaduais do Cantão e Lajeado e a área quilombola Barra da Aroeira.

“O programa é bem sucedido porque os pequenos proprietários entendem a necessidade, o governo se movimenta para produzir as mudas e a gente entra com o custeio da mão-de-obra em todo o processo de plantio. Então é uma importante parceria que está reconstruindo o ecossistema q foi destruído e ainda favorece na criação de novos empregos para a comunidade. Hoje nós somos a única empresa internacional americana que está com esse convênio direto, e pondo a mão na massa em conjunto com vocês [Governo], fazendo a planta ir para o chão. Estamos produzindo vídeos que vão ser transmitido no mundo inteiro e, estrategicamente, isso vai dar mais visibilidade ao projeto de parceria com o governo, atraindo novos investidores e oportunidades para o Estado ”, disse CEO da ONG, Jon Chambers, em visita ao Tocantins.

Em entrevista ao Orla Notícias, o secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Renato Jayme, disse que objetivo é restaurar áreas degradadas por desmatamento ou queimadas no Estado. Ouça

O secretário explica ainda como foi a escolha do Tocantins para que a ação fosse realizada. Ouça

 

 

Educação Ambiental

O piloto do Programa Pátria Amada Mirim (PAM) começou a ser implantado na Capital. Para este ano, a expectativa é de que 5,5 mil crianças sejam beneficiadas em 40 municípios. O projeto será executado por etapas, até contemplar os 25 mil alunos e 139 municípios no período de três anos. Em 2021, o programa beneficiará mais de 8,5 mil participantes em mais 40 cidades, totalizando 14 mil estudantes em 80 municípios. E em 2022, o programa atingirá a sua meta, com 25 mil alunos em todo os 139 municípios do Estado.

A execução do Pátria Amada Mirim será desenvolvida entre as secretarias do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e de Educação, Juventude e Esportes (Seduc); com a parceria do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar (CBPM) e a Polícia Militar do Tocantins. O programa contará, ainda, com o apoio das parcerias institucionais do Governo Federal, por meio dos ministérios do Meio Ambiente e Educação e investimentos privados, por meio do Fundo Pátria Amada.

O secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Renato Jayme, explicou a importância de programas de educação ambiental nas escolas. Ouça:

Post Anterior

Suspeitos de tráfico de drogas trocam tiros com a PM em Araguaína; armas, drogas e dinheiro são apreendidos

Próximo Post

Tramita na CCT do Senado projeto que facilita viagem de sócios de startups ao exterior; senador Irajá é autor do PL

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *