Home»Destaque»Rampa do Pier 2 da Graciosa poderá ser interditada pela Marinha ; proprietários de marinas reclamam da situação do local

Rampa do Pier 2 da Graciosa poderá ser interditada pela Marinha ; proprietários de marinas reclamam da situação do local

Atualizada em: 12/10/2017 04:19

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Por Wanessa Sobreira

 

Na teoria o Pier 2, da praia da Graciosa, é para embarque e desembarque de grandes embarcações. Só que não prática não é isso que os frequentadores e donos de marinhas percebem constantemente.

No total são seis empresas que utilizam o píer. Thiago Siqueira, proprietário de uma marina, em entrevista ao portal Orla Notícias, conta um grupo de empresários chegou a procurar a Prefeitura de Palmas para resolver os problemas, mas não obtiveram sucesso. Siqueira, explica que os principais problemas do local é a estrutura danificada.

“São diversos problemas, desde a falta de iluminação pública, carros parados em locais indevidos, falta de recolhimento de lixo entre outros. O píer foi feito exclusivamente para descida de barcos e não para retirar água do lago, tem diversas empresas aqui de Palmas que utilizam o lago para isso”, questiona Thiago.

A equipe de reportagem do Portal flagrou alguns caminhões retirando água do local, na tarde desta quarta-feira.

píer foi feito exclusivamente para descida de barcos e não para retirar água do lago, tem diversas empresas aqui de Palmas que utilizam o lago para isso”, questiona Thiago. Foto: Pedro Monteiro.

No local, são permitidos barcos de 13 metros de comprimento e 4 metros de altura. Ainda segundo Thiago, existe o risco de danos, já que o píer está bastante danificado tem muito buraco, a estrutura do local está comprometida.

“No mesmo lugar que está descendo os barcos, tem banhistas tomando banho. Imagina só se um barco desse cai em cima de algum banhista. Ou seja, tem um risco muito grande”, conta Thiago.

Os proprietários de marina contam ainda que muitos carros são lavados com produtos químicos no lago, e que não tem fiscalização de um órgão responsável.  “ E não é só isso, quando ocorre o acidente daquela jovem que perdeu a perna, o píer ficou completamente paralisado. Porque não tinha condições de escoar com rapidez os barcos. Se outro caso ocorresse não seria possível fazer praticamente nada”, lembra Siqueira.

Um reunião entre um grupo de empresários que usam o píer foi realizada nesta quarta-feira, 11, que querem a mudança do píer, porém, eles estão aguardando o posicionamento da Prefeitura.

Jhonata Lopes, proprietário de outra marina, também contabiliza os problemas do píer.

“Está inutilizável, não tem como usar mais. Só cabe dois tratores com lanchas, está repleto de buraco. Todo dia estoura um pneu de caretinha, perigo de machucar as pessoas. Sempre tem caminhão de pipa pegando água no local que não pode. Ainda por cima esses veículos não conseguem manobrar devido os barcos que estão no local. Tá complicado. E o pessoal da prefeitura parece que não faz questão de arrumar”, detalha Lopes.

!Todo dia estoura um pneu de caretinha, perigo de machucar as pessoas. Sempre tem caminhão de pipa pegando água no local que não pode”, conta Jhonata . Foto: Pedro Monteiro.

Marinha do Brasil

Segundo a Marinha, a condição de pavimentação da rampa está trazendo riscos à segurança dos usuários no momento da entrada e saída das embarcações do lago. A Marinha está aguardando um posicionamento da prefeitura, que poderá interditar o uso da rampa, caso não haja solução do problema.

Prefeitura de Palmas

A equipe de reportagem do portal Orla Notícias entrou em contato com assessoria de comunicação da Prefeitura e até a publicação desta reportagem não obtivemos resposta.

Post Anterior

Unidade de Controle de Zoonoses promove exposição de animais peçonhentos durante a programação dos Bombeiros em Ação

Próximo Post

Comerciantes de Taquaralto fazem denúncia ao MPE