0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 16/05/2022 16:22

Quatro em cada dez brasileiros adultos (38,45%) estavam negativados em abril de 2022, o equivalente a 61,94 milhões de pessoas, de acordo com estimativas apresentadas nesta segunda-feira (16) pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e pelo SPC-Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito).

O volume de consumidores com contas atrasadas cresceu 5,59% em relação ao mesmo período do ano anterior. Somente na passagem de março para abril, o número de devedores aumentou 0,46%.

Para José César da Costa, presidente da CNDL, as consequências da pandemia no crescimento econômico impactam diretamente no aumento da inadimplência. Ele afirma que a renda da população foi fortemente afetada pela pandemia, e isso, somado ao aumento da inflação, contribui para a piora do cenário.

“O desemprego elevado é, sem sombra de dúvida, um dos grandes desafios a serem enfrentados pelo país, e isso está ligado diretamente ao retorno do crescimento econômico, que ainda não alavancou”, explica Costa.

Em relação à evolução do número de dívidas no Brasil, o indicador mostra que, em abril de 2022, esse número teve crescimento de 9,89% em relação ao mesmo período de 2021. O dado observado em abril deste ano ficou abaixo da variação anual observada no mês anterior. Na passagem de março para abril, o número de dívidas apresentou alta de 0,85%.

Post Anterior

Bolsonaro insinua que petistas já sabem de resultado das eleições: “TSE é inexpugnável?”

Próximo Post

Palmas 33 anos: Educação como troca de conhecimento: estudantes e professores aprendem diariamente