0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 09/06/2021 19:44

Profissionais da saúde de Palmas poderão se vacinar contra a Covid-19 nesta quarta, 09, e quinta, 10, no Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra), das 8 às 19 horas. No sábado, 12, os trabalhadores serão vacinados na Unidade de Saúde da Família (USF) da Arso 41 (403 Sul), no período das 9 às 17 horas. Todos que fazem parte desse grupo prioritário deverão agendar previamente, no sistema de agendamento da Prefeitura de Palmas, e requerer a vacinação (Confira os grupos contemplados abaixo). 

O requerimento da vacina pode ser obtido com um ofício contendo nome completo, documentos pessoais (RG e CPF), local em que atua e categoria profissional. Esse documento deve ser entregue pessoalmente no protocolo da Secretaria da Saúde de Palmas (Semus). Mais detalhes sobre essa documentação podem ser obtidos aqui.

Categorias

São contemplados os profissionais que estão atuando nos serviços de saúde, que constam na definição de trabalhadores de saúde no Plano Nacional de Imunização (PNI). Isto é, trabalhadores de estabelecimentos de assistência, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde, em estabelecimentos públicos ou privados; ou seja, hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades básicas de saúde, laboratórios, farmácias, drogarias e profissionais das secretarias de saúde municipal e estadual, bem como núcleos do Ministério da Saúde.

Quanto às funções, a Semus informa que conforme Resolução n° 287, de 8 de outubro de 1998, do Conselho Nacional de Saúde (CNS), os profissionais de saúde são representados em 14 categorias, sendo: médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares. Também poderão se imunizar agentes comunitários de saúde, agentes de combate a endemias, profissionais da vigilância em saúde e os trabalhadores de apoio (recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias, gestores e outros).

Incluem-se, ainda, aqueles profissionais que atuam em cuidados domiciliares, a exemplo de programas ou serviços de atendimento domiciliar, cuidadores de idosos e doulas/parteiras; funcionários do sistema funerário; Instituto Médico Legal (lML) e Serviço de Verificação de Óbito (SVO), que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados; acadêmicos em saúde e estudantes da área técnica em saúde em estágio hospitalar; atenção básica; clínicas e laboratórios.

Os trabalhadores que atuam nos estabelecimentos de serviços de interesse à saúde das instituições de longa permanência para idosos (ILPI), casas de apoio e cemitérios estão inseridos no grupo de trabalhadores da saúde e a recomendação é que também sejam vacinados.

A Semus destaca que, neste momento, ainda não serão contemplados no grupo prioritário os trabalhadores dos demais estabelecimentos de serviços de interesse à saúde, tais como academias de ginástica, clubes, salão de beleza, clínica de estética, óticas, estúdios de tatuagem e estabelecimentos de saúde animal.

Post Anterior

Tocantins contabiliza 1.380 novos casos confirmados da Covid-19

Próximo Post

Mais 26 mil doses de AstraZeneca são esperadas pelo Tocantins para ampliar público vacinado

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *