0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 14/03/2022 15:42

O projeto pedagógico Shogi Na Escola, desenvolvido pelo professor Luciano Sanches Teixeira, junto aos alunos da ETI Padre Josimo Tavares está entre os 12 projetos finalistas da segunda edição do Prêmio Professor Transformador, cujo objetivo é valorizar educadores e promover projetos transformadores alinhados às diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), implementados nos quatro níveis da educação básica: educação infantil, ensino fundamental 1, ensino fundamental 2 e ensino médio.

O projeto Shogi Na Escola está concorrendo com outros dois finalistas da segunda fase do ensino fundamental, que contempla educandos do 6º ao 9º ano, sendo um do Distrito Federal e outro de Santa Catarina.

Promovido pelo Instituto Significare com a Bett Brasil, a classificação dos projetos em cada categoria será anunciada durante a Bett Brasil 2022, considerada o maior evento de educação e tecnologia da América Latina, que será realizada de 10 a 13 de maio, em São Paulo no Transamerica Expo Center.

O professor Luciano conta que a prática pedagógica trabalhada com o uso do jogo de tabuleiro denominado shogi, foi levada para sala de aula, a partir da sugestão de uma aluna e despertou o interesse dos alunos. “A partir daí, o projeto assumiu um formato multidisciplinar, apoiando-se em diferentes áreas de conhecimento incluindo a língua estrangeira com a tradução de material teórico e intercâmbio cultural, as artes que envolve a confecção dos tabuleiros com desenho e pintura, bem como a Educação Física, com a organização de eventos esportivos dentro da escola, promovendo assim um ambiente estimulante e agradável aos estudantes”, declarou.

“Temos esperança de conquistar o primeiro lugar da categoria, mas estar entre os três finalistas já é, para nós, uma grande conquista”, disse o professor acrescentando que espera que os valores transmitidos pelo shogi ultrapassem fronteiras e auxiliem os alunos em outras atividades.

Premiação

Além de apresentarem seus projetos na Bett Brasil, os finalistas receberão prêmios em dinheiro, troféus e reconhecimento nacional. Os segundos e terceiros colocados em cada categoria receberão R$ 2.500,00, troféu e a oportunidade de apresentar seus projetos na edição de 2022 da Bett Educar. Já os vencedores em cada categoria serão premiados com R$ 7.000,00, troféu, participação na Bett Educar 2022, divulgação do projeto vencedor em matéria especial para veiculação na mídia e o Certificado “Escola que acredita na transformação pela Educação”.

Post Anterior

Bolsonaro se irrita ao ser cobrado por cabos da FAB e ameaça não parar mais no cercadinho

Próximo Post

Concluída instalação de blocos de concreto no córrego Sussuapara na av. NS 3 em Palmas