0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 05/08/2022 08:13

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Josué Gomes da Silva, afirmou que é natural que a entidade assine um manifesto pró-democracia.

“Não existe liberalismo, economia de mercado ou propriedade privada, valores tão caros à entidade e ao setor industrial, sem que exista segurança jurídica, cujo pilar essencial é a democracia e o Estado de Direito”, argumentou o empresário, que é filho de José Alencar (1931-2011), vice-presidente nos dois mandatos de Lula.

No manifesto “Em defesa da Democracia e da Justiça”, publicado hoje em diversos jornais do país, a Fiesp critica “slogans e divisionismos que ameaçam a paz e o desenvolvimento almejados”. 

Subscrevem o documento 107 entidades, incluindo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), a Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib), a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), a Câmara Americana de Comércio, a Fecomercio e o Sindusfarma. Também assinaram o texto o jurista Miguel Reale Junior, Michel Temer, o presidente Bradesco, Octavio de Lazari Júnior, entre outros.

Post Anterior

Auxílio Brasil de R$ 600 compra cesta básica em apenas três capitais

Próximo Post

Bolsonaro não comparecerá a sabatina do JN

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.