0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 27/11/2021 10:58

O presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres , defendeu a adoção de medidas restritivas em aeroportos e disse que vai defendê-las “até as últimas consequências”.

Nesta sexta-feira, 26, a autoridade sanitária recomendou a suspensão de voos procedentes da África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue, por causa da variante B.1.1.529 do novo coronavírus.

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado.

Em conversa com apoiadores no cercadinho, Jair Bolsonaro descartou a hipótese.

Barra Torres afirmou que o Brasil não pode ser atraente para o turismo antivacina.

“Não se trata da agência propor fechamento do país. O momento é de inverno do hemisfério norte e de festas de fim de ano, o Brasil é um país que atrai turistas. É preocupante a nova variante. Agora, não pode ser atraente para o turismo antivacina.”

“O real está valorizado e isso torna atraente o turismo do dólar e do euro, vindo de países que não têm a mesma cultura vacinal que a nossa. Nossa preocupação é que nosso país vire polo de turismo antivacina“, completou.

 

Post Anterior

Pacheco adia para segunda-feira votação de regras sobre orçamento secreto

Próximo Post

Henrique e Juliano e  Maiara e Maraisa contratam equipe de Marilia Mendonça