Home»Agronegócio»Potencial hídrico e temperatura da água do Tocantins são a combinação ideal para a piscicultura

Potencial hídrico e temperatura da água do Tocantins são a combinação ideal para a piscicultura

Atualizada em: 07/02/2019 14:16

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A  produção de pescado no Tocantins conta com o potencial hídrico como um grandes pontos favoráveis para a atividade. Todo esse diferencial, aliado a um clima tropical, em que o clima tem temperatura média de 32°C no período de seca (de abril a setembro) e 26°C no período de chuvas (de outubro a março), o Estado tem condições ideais para o cultivo de peixes, em especial a tilápia.

Segundo a Agência Nacional de Águas (ANA), quatro reservatórios das Usinas Hidroelétricas possuem a Capacidade de Suporte de 291.358 toneladas de pescado. Em 70% dos municípios do Tocantins a piscicultura comercial está presente, mas em alguns de forma informal. Almas, no sudeste do Tocantins. é atualmente o município com o maior criatório de peixes. O Tocantins ocupa o 15º lugar no ranking nacional na produção de peixes. 

Reservatórios e Capacidade de Produção

Atualmente, dos 500 mil hectares de lâminas d’água disponíveis no Tocantins, apenas 5,4 mil são utilizados com a piscicultura. Os principais rios, Araguaia e Tocantins, cortam o Estado e se unem no município de Esperantina (extremo norte), banhando boa parte do território tocantinense. 

Piscicultura no Tocantins

A cadeia produtiva da piscicultura movimenta cerca de R$ 180 milhões ao ano e gera cerca de 4.500 empregos diretos e 6.750 indiretos. Conta com frigoríficos para o abate de peixes, laboratórios para a produção de alevinos e apenas uma fábrica de ração para peixe.

Posição Estratégica do Tocantins

Além dos rios, o Tocantins possui posição estratégica para aquicultura, com fatores naturais de competitividade:

– Ambiente seguro para investimento – fator ambiental;

– Liberação do cultivo da tilápia nos lagos das hidrelétricas;

– As quatro usinas hidrelétricas existentes no Estado têm capacidade de produção superior a 200 mil toneladas;

– Oferta de grãos – farinha de origem animal;

– Posição estratégica para mercados das regiões Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste do país;

Além disso, os lagos das hidrelétricas possuem ambiente perfeito para o cultivo de tilápia. O lago, formado com a construção da Usina Hidrelétrica Luis Eduardo Magalhães, por exemplo, tem 172 mil de extensão e 54 km de espelho d´água somente em Palmas, capital do Estado.

Post Anterior

7km com obstáculos, lama e água: SESI Corrida de Aventura entrega kit atleta nos dias 08 e 09 de fevereiro

Próximo Post

Nova diretoria do TCE toma posse nesta quinta: Instituição também entregará honrarias em solenidade