0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 14/09/2021 17:52

Por determinação da Controladoria-Geral da União (CGU), o Ministério do Desenvolvimento Regional decidiu suspender ou renegociar os contratos para compra de máquinas agrícolas com recursos das chamadas ‘emendas secretas’, que somam R$ 3 bilhões. Rogério Marinho sempre negou sobrepreço, mas foi obrigado a abrir investigação após denúncias.

As compras são indicadas por parlamentares e autorizadas pelo ministro, como parte do esquema de compra de apoio parlamentar pelo governo Jair Bolsonaro.

O ministério só decidiu interromper os pagamentos após a auditoria da CGU confirmar a ocorrência de sobrepreço de pelo menos R$ 142 milhões.

“Foram bloqueados temporariamente 115 convênios firmados com municípios. Além disso, a pasta renegociou lotes de uma licitação bilionária para readequação dos valores. Ao analisar uma amostra de 188 convênios, celebrados com verbas de emenda do relator-geral, a CGU constatou que 61% (115) deles apresentavam risco de sobrepreço ‘alto ou extremo’.”

Post Anterior

PEC da reforma administrativa deve abordar Judiciário com aprovação de emenda

Próximo Post

Economistas dizem que a Reforma do Imposto de Renda vai empurrar empresas para o endividamento

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *