0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 14/03/2022 06:44

Deputados federais ou estaduais que pretendem trocar de partido político antes das antes das eleições têm apenas três semanas para fazê-lo sem perder o mandato por infidelidade partidária. Esse período é a chamada janela partidária, que começou em 3 de março e termina no dia 1º de abril.

O deputado Diego Garcia, do Paraná, foi o primeiro parlamentar a aproveitar a janela partidária para trocar de sigla. Ele deixou o Podemos e foi para o Republicanos.

Até o momento, o partido mais beneficiado com o troca-troca partidário foi o PL, que ganhou 11 parlamentares e perdeu apenas três. Em seguida, o Republicanos ganhou quatro deputados e perdeu um.

Também mostramos que, para os dirigentes partidários, interessa ter o maior número de deputados, pois é a partir daí que, com base na lei eleitoral, se define o montante do fundo partidário de cada sigla.

Como já noticiamos, presidentes de partidos estão sendo pressionados por deputados a liberarem suas bancadas na corrida presidencial deste ano. Com a polarização e a dificuldade de a Terceira Via se impor, poucos querem se atrelar a algum candidato, tentando garantir, assim, com a tal neutralidade, votos de todos os lados nos estados.

Post Anterior

No aniversário de Wanderlândia, governador Wanderlei Barbosa inaugura Núcleo de Identificação e anuncia asfaltamento entre os povoados Floresta e Araçulândia

Próximo Post

Bolsonaro eleva pressão e governo espera que presidente da Petrobras peça demissão