0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 09/07/2022 09:45

A Polícia Civil do Rio de Janeiro solicitou ao Tribunal de Justiça a quebra do sigilo de dados telemáticos do homem que arremessou um artefato com fezes humanas contra o comício de Lula na Cinelândia. André Stefano Dimitriu Alves de Brito, de 55 anos, foi detido em flagrante e confessou ter arremessado a bomba de fezes.

Para o delegado Gustavo de Castro, da 5ª DP, o crime pode representar um “grande risco” para as eleições.

O suspeito depôs à Polícia Civil e admitiu ter jogado um recipiente com urina e explosivos de pequena proporção, similares aos usados em festas juninas. Não fez menção a fezes.

Post Anterior

Paraná Pesquisas em Pernambuco: Lula tem 53,5% e Bolsonaro, 27,5%

Próximo Post

Moro diz que será líder da oposição em eventual vitória de Lula.