0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 17/11/2021 11:00

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira, 17, a Operação “Troféu”, visando colher novas provas para robuster conjunto probatório proveniente de celebração de Acordo de Colaboração Premiada relacionado a atos de corrupção investigados nas operações Replicantes, Hastati e Brutus, além de outros elementos que comprovem o pagamentos de vantagens indevidas em contratos firmados pelas Secretarias de Saúde e de Infraestrutura do Estado do Tocantins em gestões passadas.

Cerca de 10 policiais cumprem dois mandados de busca e apreensão expedidos pela 4ª Vara Federal no Tocantins, na cidade de Palmas/TO. A operação deflagrada hoje tem como foco a estrutura de recebimento das vantagens indevidas pelo núcleo de comando da Organização Criminosa – ORCRIM
investigada.

Os elementos reunidos até o presente momento apontam para o pagamento de propinas em espécie, que eram transportadas em envelopes até serem entregues diretamente aos chefes da ORCRIM.
Em ações anteriores, durante a realização de buscas nas residências e nos escritórios ligados aos investigados, os policias identificaram um grande número deenvelopes que se suspeitava terem sido utilizados para o transporte dos valores, formalizando, por amostragem, a apreensão de alguns deles.

Análises realizadas pela equipe de Policiais Federais conseguiram revelar evidências de que efetivamente se tratavam de envelopes utilizados para o pagamento das propinas, o que foi corroborado e detalhado pelas colaborações premiadas firmadas e por outras diligências realizadas.

A ORCRIM é suspeita de ter mantido um sofisticado esquema para a prática reiterada de atos de corrupção, fraudes em licitações, desvios de recursos públicos e lavagem de ativos, sempre com o objetivo de acumular riquezas em detrimento dos cofres públicos, além de praticar atos de intimidação e embaraço a investigações.

O nome da operação é uma referência a possível motivação que levou os investigados a manterem guardados, alguns por mais de uma década, os envelopes nos quais supostamente eram transportadas e entregues as vantagens indevidas.

Post Anterior

Em Araguaína: Aciara lança Campanha Natal Premiado que sorteará mais de 20 prêmios

Próximo Post

Auxílio Brasil começa a ser pago nesta quarta; aprenda a baixar o aplicativo

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *