0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 20/10/2021 10:48

A Polícia Federal cumpriu na manhã dessa quarta-feira, 20, cerca de 250 agentes estão nas ruas cumprindo os  mandados de busca e apreensões na casa   do governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), e também no Palácio Araguaia sede oficial do governo e nas casas de secretários . O governador é  investigado por tentar obstruir investigações sobre crimes relacionados à cúpula do governo.

Foto: Ana Paula Rehbein/TV Anhanguera.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ)também  determinou o afastamento do governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), por 6 meses.

 “Os inquéritos, que tramitaram sob sigilo na Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ), indicaram a presença de indícios do pagamento de vantagens indevidas ligadas ao Plano de Saúde dos Servidores do Tocantins e a presença de uma estrutura para lavagem de ativos”, informa o STJ em nota.

De acordo com o tribunal, as investigações foram iniciadas há quase dois anos e reuniram um vasto conjunto de elementos para demonstrar um complexo aparelhamento da estrutura estatal para a continuidade de diversos esquemas criminosos comandados pelos investigados.

“Além da obtenção de novas provas, as operações buscam interromper a continuidade das ações criminosas, identificar e recuperar ativos frutos dos desvios, resguardar a aplicação da lei penal, a segurança de testemunhas e a retomada das Instituições Públicas.”

Os investigados poderão responder pelos crimes de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro, organização criminosa, falsidade ideológica e documental e embaraço às investigações.

A Corte Especial do STJ decide hoje, 20, pelo  afastamento de 180 dias ou não do governador Mauro Carlesse.

Post Anterior

Alexandre Baldy pede demissão e deixa Secretaria de Transportes de São Paulo para disputar vaga no Senado por Goiás

Próximo Post

Por unanimidade, Corte Especial do STJ confirma afastamento do governador do Tocantins, Mauro Carlesse, por 6 meses