Home»Destaque»PM do TO coleciona títulos em campeonatos brasileiros e mundiais de jiu-jitsu; e dessa vez 2º Batalhão se destacou no campeonato do Ceará

PM do TO coleciona títulos em campeonatos brasileiros e mundiais de jiu-jitsu; e dessa vez 2º Batalhão se destacou no campeonato do Ceará

Atualizada em: 31/05/2018 13:50

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O Campeonato Brasileiro de Jiu-jitsu Profissional GI & NO-GI, chancelado pela Confederação Brasileira de Lutas Profissionais (Celp), reuniu mais de 400 atletas de aproximadamente 50 equipes, no Centro de Formação Olímpica em Fortaleza – Ceará, no início do mês.A disputa contou com atletas em todas as graduações (de faixa-branca e preta) nas mais diversas categorias: de base (pré-mirim, mirim, infantil, infanto-juvenil e juvenil) profissional (adulto) e veteranos (sênior, a partir de 36 anos), masculino e feminino, e ainda no absoluto de quimono (GI) e submission (NO-GI).

Foto: Ascom PM / TO

E no meio deles, estavam cinco atletas da academia de artes marciais do 2º Batalhão de Polícia Militar, de Araguaína, região norte do Tocantins. A delegação formada pelo mestre e professor de Jiu-jitsu da Academia, Ivanildo Silva “Feinho” e ainda o soldado Hugo Martins Bruno, Jorge Lopes, Jefferson Fagundes e Nalberth Emanuell. Atletas que já carregam uma bagagem de muitas vitórias. O mestre “Feinho” já foi campeão mundial de Jiu-jitsu, numa disputa internacional.

Resultado:

O mestre e professor Ivanildo Silva – “Feinho” (faixa preta), foi campeão na categoria até 82 Kg sem kimono, ficou em 2º lugar na categoria com kimono e 3º na categoria absoluto sem kimono;

o Soldado Hugo Martins Bruno (faixa azul), foi campeão na categoria até 76 Kg com kimono e ficou em 3º lugar na categoria absoluto com kimono;

O atleta Nalberth Emanuell (faixa azul) foi campeão na categoria juvenil até 64 Kg sem kimono e 2º lugar na categoria com kimono;

Já o atleta Jorge Lopes (faixa marrom) conquistou o 2º lugar na categoria acima de 100 Kg sem kimono e 3º lugar na categoria absoluto com kimono;

E Jefferson Fagundes (faixa azul) conquistou o 2º lugar na categoria até 70 Kg com kimono e 3º lugar na categoria sem kimono.

Para o soldado Hugo Martins, a disputa foi importante para mensurar o desenvolvimento na modalidade e fortalecer o trabalho que já é desenvolvido há vários anos na academia do 2º BPM. “Senti-me muito feliz por representar minha instituição no Campeonato Brasileiro de Jiu-jitsu, trazendo mais essa honraria para a nossa Unidade Militar localizada em Araguaína. Eu divido essa conquista com todos os meus irmãos militares e minha família que sempre me apoiaram nos treinos”, disse.

O Comandante do 2º BPM – Tenente-Coronel João Márcio Costa Miranda, também falou sobre a participação dos atletas, que trouxeram na bagagem títulos e experiências importantes para a academia do Batalhão. Para o comandante, o resultado mostra como é importante apoiar projetos sociais em benefício das pessoas de bem da comunidade. “O esporte proporciona saúde física e emocional e é fator motivacional para cultivar a autoestima dos atletas, de suas famílias, da instituição e da comunidade que eles representam, vale sempre muito a pena apoiá-los”, disse.

Foto: Ascom PM/TO
Foto: Ascom PM/TO

Premiação:

Para os campeões das modalidades, o prêmio era de R$ 2 mil, além de medalhas de ouro, de 24 quilates para os primeiros colocados.

 

Orla TV: Policial Militar de Palmas conquista título inédito no Campeonato Brasileiro de Jiu-jitsu

Post Anterior

Aniversário da Arquidiocese de Palmas terá bolo neste Corpus Christi depois da missa e procissão: tem VÍDEO

Próximo Post

Acordo Judicial: para retomada da UTI pediátrica em Araguaína; Estado e Município tem até 30 dias para sanar irregularidades