0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 27/06/2022 10:28

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto (foto), disse nesta segunda-feira (27) que, mesmo com a inflação anualizada estar em 12,04%, o país já teria passado pelo pior momento da crise inflacionária. Ele participa de um fórum jurídico em Lisboa, Portugal.

“A gente ainda tem no Brasil um componente de aceleração. Os últimos dois números foram, pela primeira vez, dentro da expectativa, a gente acha que o pior da inflação no Brasil já passou. A gente tem algumas medidas sendo desenhadas pelo governo, que a gente precisa entender qual vai ser o efeito disso no processo inflacionário, ainda não está claro”, disse.

“Mas é importante dizer que o Brasil fez o processo antecipado, acreditamos que a nossa ferramenta é capaz de frear o processo inflacionário e vai frear. A gente acha que grande parte do trabalho já foi feito.” 

O presidente do BC argumentou que “essa inflação tem um componente global forte e mostra que o Brasil está na média do que sempre esteve nos últimos 20 anos”.

“Ao contrário do processo inflacionário de 2013, 2014 e 2015, quando a inflação do Brasil cresceu muito acima da média mundial, essa nossa inflação está até relativamente abaixo da mediana histórica. É óbvio que temos que combater a inflação, não vamos olhar para o que está acontecendo fora e usar isso como qualquer tipo de desculpa, mas é importante conhecer os componentes.”

Post Anterior

Quase 50% dos jovens têm interesse em ingressar nas Forças Armadas, revela pesquisa inédita

Próximo Post

Últimos dias da promoção de desconto de 80% nas matrículas dos cursos técnicos do SENAI