0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 12/08/2020 15:29

Um total de 1.691 empresas ainda não responderam os questionários distribuídos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no Tocantins.

Até o momento, as informações de apenas 293 instituições foram coletadas, o que representa 14% do total.

De acordo com o IBGE, a pandemia do novo coronavírus também vem afetando a coleta das pesquisas econômicas. A supervisora de Pesquisas por Empresas, Ângela Brito Anes, enfatiza que a participação das organizações para as Pesquisas Estruturais é essencial. “São estatísticas importantes para empresários de todos os portes, pois lhes permitem conhecer a sua conjuntura de mercado, o desempenho da sua área de atuação e a participação da sua atividade no PIB, que é o principal indicador econômico do país. Por isso, é crucial que as participantes forneçam informações fidedignas”.

Com o isolamento social, os dados estão sendo coletados através de um questionário eletrônico que é enviado aos informantes, podendo ser respondido por e-mail ou telefone. Porém, de acordo com Ângela, os pesquisadores do IBGE estão enfrentando dificuldades por não conseguir contato com os responsáveis pelas empresas. No Tocantins, o Instituto espera coletar informações de 1.984 empresas, sendo que a maioria delas (1.482) estão em Palmas.

Pedido de apoio

Buscando melhorar esse quadro, o IBGE/TO pediu apoio da Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (Sics). O objetivo é conscientizar os empresários sobre a necessidade deles atenderem o Instituto e garantirem que informações tão relevantes para o país continuem sendo produzidas, ainda mais nesse momento de crise. Segundo a supervisora, novas estratégias também estão sendo traçadas junto com os agentes de pesquisa e mapeamento.

Pesquisas Estruturais

A Pesquisa Industrial Anual – Empresa (PIA-Empresa), a Pesquisa Industrial Anual – Produto (PIA-Produto), a Pesquisa Anual da Indústria da Construção (Paic), a Pesquisa Anual de Comércio (PAC) e a Pesquisa Anual de Serviços (PAS) fazem parte do Programa Anual das Pesquisas Estruturais por Empresa do IBGE e tem como objetivo descrever as características estruturais básicas do segmento empresarial, industrial, construção civil, comércio e serviços no País e suas transformações no tempo.

Post Anterior

Pais acreditam que qualidade do ensino caiu na pandemia

Próximo Post

Tocantins contabiliza 746 novos casos confirmados da Covid-19 em 64 municípios