0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 29/03/2021 15:08

O prejuízo causado pela presença de carrapatos nos rebanhos bovinos brasileiros gira em torno dos 3.2 bilhões de dólares ao ano; ainda assim não existe nenhuma vacina contra este ácaro que seja comercializada no Brasil.

Este cenário está prestes a mudar graças ao trabalho de pesquisadores da Embrapa Gado de Corte, que sob a coordenação do doutor em biologia molecular, Renato Andreotti, desenvolveram junto a um laboratório farmacêutico, aquela que poderá se tornar a primeira vacina contra o carrapato em circulação no país.

De acordo com Renato, a vacina possui eficácia de 69% e deverá ser aplicada dose de reforço a cada 6 meses.

“Por ser um dos estados com maior rebanho bovino do país, justifica-se o investimento em pesquisa e inovação na pecuária visto que esta atividade está diretamente ligada à economia de MS. Esta vacina só foi possível graças ao trabalho de todos os pesquisadores envolvidos, estudantes de pós-graduação da UFMS, e investimentos do CNPQ e do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul por meio da Semagro e da Fundect”, avalia o pesquisador.

Para o Chefe Geral da Embrapa Gado de Corte, Antônio do Nascimento Ferreira, a nova vacina garante melhorias em diversas áreas da produção.

“No ambiente da fazenda, o uso desta vacina garantirá uma significativa melhora da produtividade além da redução de pesticidas e consequente contaminação ambiental. E o mais importante, com a diminuição do número destes vetores teremos um produto final com ainda mais qualidade”, finaliza.

A vacina contra o carrapato bovino já teve seu depósito de patente aprovado e pode chegar ao mercado brasileiro em breve. Semagro/MS Fundect.

Post Anterior

Estudos apontam possível benefício da aspirina contra Covid, mas falta confirmação

Próximo Post

Depois de 6 dias bloqueado Canal de Suez é liberado

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *