0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 13/01/2022 08:46

A avaliação negativa de Jair Bolsonaro está aumentando entre as classes mais altas”, diz o Estadão, baseado na pesquisa da Quaest.

“No segmento dos entrevistados que responderam ter renda mensal maior do que cinco salários mínimos, a porcentagem dos que consideram o governo do presidente negativo para o país subiu de 44% para 52% (…). Entre os que têm mais escolaridade, a reprovação foi de 49% para 54%”.

“Esses resultados indicam que Bolsonaro pode estar perdendo apoios em um eleitorado fiel a ele”.

Post Anterior

Inflação do Brasil é a 3ª maior em ranking com as principais economias do mundo

Próximo Post

Covid perde 90% da capacidade de infectar depois de 20 minutos no ar, diz estudo preliminar

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *