0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 09/11/2021 15:04

O presidente do sindicato dos servidores públicos do Tocantins acabou de protocolar na Assembleia Legislativa do Tocantins um pedido de cassação do Governador afastado Mauro Carlesse (PSL).

O pedido de impeachment do Governador se baseia em supostos crimes de responsabilidade enquanto exercia o cargo, como deixar de pagar as aposentadorias e progressões dos servidores mesmo tendo dotação orçamentária e ainda supostas ingerências no plano de saúde dos servidores públicos estaduais, que ensejaram a ação do Superior Tribunal de Justiça que afastou Carlesse do cargo por seis meses desde o último dia 20 de maio.

Protocolo foi realizado às 11h20 desta terça-feira, dia 09 de novembro, 20 dias após o afastamento de Carlesse pelo Superior Tribunal de Justiça nas investigações de supostas condutas criminosas. Foto: Divulgação.

Procurada, a assessoria jurídica de Mauro Carlesse alegou que tomou conhecimento do assunto por nossa reportagem. “Esse é um assunto que diz respeito exclusivamente à Assembleia Legislativa que vai avaliar o pedido e, se for o caso, notificar as partes para que apresentemos a defesa do Governador Mauro Carlesse”, disse o advogado Juvenal Klayber. Ele disse ainda que recebe a notícia com tranquilidade.

A Assessoria de Comunicação da Assembleia Legislativa disse que o pedido será encaminhado para a Procuradoria da Casa para que ela dê o parecer jurídico sobre o tema.

Post Anterior

Câmara dos Deputados do Chile aprova abertura de impeachment contra Piñera

Próximo Post

Exílio virtual: um passo além da Matrix

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *