0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 20/07/2022 11:01

A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e a Capitania Fluvial Tocantins-Araguaia (Marinha do Brasil) se reuniram nesta terça-feira, 19, para planejar o evento em alusão ao Dia Mundial da Limpeza dos Lagos, que é celebrado no mês de setembro. Nesse encontro, foram definidos a data, o local e confirmadas as primeiras atividades que farão parte da programação.

A diretora de Educação Ambiental para Sustentabilidade da Semarh, Erliette Gadotti, adianta que, para combinar o dia de celebração, com o lazer do final de semana na praia e no Lago de Palmas; neste ano, o evento será realizado no sábado (17) de setembro, na Praia da Graciosa, em Palmas. Já estão confirmadas, na programação, a abertura do evento será no espaço próximo a praça de alimentação; teremos atividades esportivas, como a competição de canoagem ecológica, caiaques e stand up sairão da base da Marinha até a praia, onde terá também a competição de natação e ações de sensibilização serão realizadas junto ao público, em toda a extensão do atrativo.

Segundo a diretora, a ideia inicial foi discutida, mas existem muitas outras atividades, que podem surgir e ser incluídas. “No Dia Mundial da Limpeza, a temática da edição pode ser voltada tanto para a área urbana, como para o meio ambiente. A mobilização de instituições e da população pode ser direcionada para ações em casa, em espaços públicos, praças, parques, nos atrativos e recursos naturais característicos do bioma de cada local. Nós temos 139 municípios no Estado e são inúmeras as alternativas, que voluntários podem se propor a mobilizar, para contribuir com a programação deste dia”, afirma Erliette Gadotti.

A secretária Executiva da Semarh, Karynne Sotero, reiterou. “Centenas de países adotam iniciativas em alusão a essa data, por exemplo, a coleta de toneladas de lixo, recolhidos na faixa de areia das praias, na água de lagos e rios ou de resíduos que foram descartados de forma indevida, em área de vegetação, acondicionados em propriedades particulares ou dispensados em espaços públicos urbanos. Toda iniciativa que contribui com a limpeza desses locais e promove a destinação correta do lixo é válida. Mas ao longo dos anos temos percebido a necessidade da mudança de comportamento, a substituição de hábitos que podem ter relação com questões culturais e a sensibilização através da educação ambiental é uma etapa importante desse processo de aprendizagem e adoção de boas práticas”, conclui Karynne Sotero.

A Semarh vai levar o diálogo de conscientização sobre a limpeza dos rios para o público presente, com um bate-papo descontraído. O plano de ação segue para a fase de definições estratégicas e preparos para a programação. A organização vai considerar a capacidade da estrutura disponível, de pessoal e de serviços de suporte, o fluxo de pessoas, embarcações e horário das atividades, para o conforto e segurança de todos, durante o evento.

Modalidades de limpeza

Cada pessoa ou grupo voluntário pode escolher uma opção de limpeza, para colocar em prática. Existem alternativas que podem ser adotadas no dia a dia, como a limpeza digital, a limpeza solidária, a limpeza ambiental e a limpeza mental.

Limpeza digital: pode ser realizada no smartphone, computador e caixa de e-mails, com exclusão de aplicativos sem uso, revisão de fotos, vídeos e arquivos, que não são mais necessários, estão duplicados e ocupam espaço; bem como o cancelamento de cadastros de correspondências eletrônicas que não são abertas e não são acompanhadas.

Limpeza solidária: com o aproveitamento do dia para reorganizar a casa, separar o que não tem mais serventia, mas está em bom estado e realizar a entrega para doação. Itens como roupas, móveis, objetos, calçados, brinquedos, entre outros.

Limpeza ambiental: pode ser feita com a revisão da casa e quintal, separação e descarte adequado dos resíduos de materiais, poda de árvores, restos de construção, ferramentas e recipientes inutilizados, sem possibilidade ou intenção de reaproveitamento ou reciclagem, daqueles que necessitam de logística reversa ou serviço de coleta específica.

Limpeza mental: esse tipo de limpeza necessita reservar um tempo para prática de atividades que contribuam com o bem estar mental, como atividades físicas, leitura, organização e limpeza do ambiente.

Dia Mundial da Limpeza

Em 2021, cerca de 50 milhões de voluntários foram cadastrados, para mobilizar as ações de limpeza, em mais de 180 países. Além de fazer a diferença nos locais, os mutirões chamam a atenção, incentivam a reflexão e mudança de práticas cotidianas.

A primeira celebração mundial do Dia da Limpeza aconteceu em 2018, com mais de 17 milhões de voluntários, em 157 países, para atuação nos espaços públicos, como ruas, praças, parques, praias e mangues. Mas o Dia Mundial da Limpeza surgiu em 2008, na Estônia, que era coberta por florestas, mas em todo lugar havia descarte de lixo e entulho. Dados do World Cleanup Day, apontam que 50 mil voluntários concluíram a limpeza do país, em cinco horas. Essa iniciativa se tornou inspiração, para uma série de eventos, em outros países europeus; tendo alcançado, em 2012, mais de 30 países.

Com informações coletadas pelos voluntários, a organização The Ocean Conservancy, faz o mapeamento dos resíduos mais perigosos, encontrados no mar e busca alternativas para evitar a reincidência; os voluntários se tornam mais conscientes das escolhas de consumo e o impacto que elas podem ter sobre o meio ambiente. Dados da ONG registram que, em 2013, os cinco tipos de resíduos mais encontrados nos Estados Unidos foram sobras de cigarro, embalagens de alimentos, garrafas PET, sacolas plásticas e tampas de garrafas.

Post Anterior

Um milhão de famílias vão entrar no Auxílio Brasil

Próximo Post

Cresce 655% o número de famílias ameaçadas de perder a moradia no país