Home»Comunidade»Palmenses se dividem sobre o retorno do endereço antigo de Palmas; tema será tratado em audiência pública

Palmenses se dividem sobre o retorno do endereço antigo de Palmas; tema será tratado em audiência pública

A audiência será às 14h30, na Câmara de Palmas, na próxima terça-feira, 07.

Atualizada em: 06/11/2017 17:38

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Há pelo menos 10 anos, é comum encontrar em residências e comércios, o duplo endereçamento. O assunto divide opiniões entre os palmenses, alguns preferem o atual, já outros o antigo endereço.

O funcionário público, Joaquim Alves, defende a reforma antiga, quando as quadras eram identificadas como Arne, Arno, Arse e Arso. “Eu já me confundi várias vezes com endereço aqui em Palmas. Por isso, prefiro o jeito antigo, é mais fácil de memorizar, e faz parte da história da criação da Capital”, destaca o funcionário público.

“Eu já me confundi várias vezes com endereço aqui em Palmas”, conta o funcionário público, Joaquim Alves. Foto: Pedro Monteiro/Orla Notícias.

Já a dona de casa, Mônica Silva, que mora há 10 anos em Palmas, diz que conhece Palmas com o endereço atual. “A minha conta de energia vem com o endereço antigo, mas eu prefiro esse de agora”, conta a dona de casa.

“Eu prefiro esse de agora”, conta a dona de casa. Foto: Pedro Monteiro/Orla Notícias.

 

O assunto agora será debatido em uma audiência pública marcada para próxima terça-feira, 07, na Câmara de vereadores de Palmas. O Projeto de Lei, que tramita na Casa visa decidir sobre o endereçamento oficial da Capital. Uma das mudanças propostas é passar de três para dois algarismos os números das quadras.

A prefeitura defende o endereço da criação da cidade. Os vereadores vão agora discutir em conjunto com a comunidade e representantes de instituições públicas e privadas. O presidente da Casa, José do Lago Folha Filho, explica que a previsão é que o Projeto de Lei seja votado ainda este mês. “Caso seja aprovado o endereço antigo, com certeza a Prefeitura vai colocar as placas informando os endereços das quadras”, afirma o presidente Folha Filho.

O vereador Júnior Geo (PROS), ao Portal Orla Notícias, destaca que para discutir a manutenção ou não do novo sistema de endereço, é necessário apresentação de um relatório completo sobre gastos.

“Precisamos ter tabelas, valores, para poder definir melhor. Penso eu que se sair o mesmo custo, o ideal é manter o novo. Se por ventura, o custo for uma diferença muito grande, deve ser analisado o custo benefício, o que é mais viável para a sociedade”, defende o vereador.

O parlamentar questiona ainda qual será o impacto desses gastos. “Quanto serão os gastos para fazer todo o sistema de endereçamento postal em toda a cidade no modelo antigo, porque boa parte da população não identifica mais pelo endereço antigo. Qual vai ser o custo disso para o poder público e também saber qual vai ser o custo que por ventura teria para manter o sistema novo junto aos cartórios? ”, questiona o parlamentar.

A audiência será às 14h30, na Câmara de Palmas.

Post Anterior

Rapaz é baleado após ser confundido com assaltante em Araguaína

Próximo Post

Coronel Edvan de Jesus, assume o Comando Geral da PM no Tocantins