0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 02/03/2021 14:54

A Secretaria Municipal da Saúde de Palmas (Semus) preparou uma força-tarefa para imunizar profissionais da saúde e idosos com mais de 80 anos com a segunda dose da Coronavac nesta semana e, também, trabalhadores da saúde que ainda não buscaram a primeira dose da vacina. A segunda dose ocorre entre 21 e 28 dias após a primeira aplicação. 

Na quarta, 03, no Parque da Pessoa Idosa Francisco Xavier de Oliveira, das 13 às 19 horas, serão vacinados, com a primeira e a segunda dose, trabalhadores da saúde cujos nomes constam nas listas encaminhadas pelas unidades de saúde públicas e privadas. Neste primeiro momento, estão contemplados aqueles que atuam na linha de frente do combate à Covid-19, devido à maior exposição ao risco de contaminação, conforme estabelecido pelo Ministério da Saúde e constante no Plano Municipal de Vacinação. 

2ª dose idosos

Na quinta, 04, e sexta, 05, será a vez dos idosos acima de 80 anos receberem a segunda dose da Coronavac, pelo sistema drive-thru, como ocorrido na aplicação da primeira dose. A ação de imunização ocorrerá novamente nos estacionamentos do Ginásio Ayrton Sena (região Sul de Palmas) e do Espaço Cultural José Gomes Sobrinho (Centro), das 8 às 17 horas. 

Já no sábado, 06, a vacinação ocorre na Unidade de Saúde da Família (USF) da Arse 13 (108 Sul), das 8 às 17 horas, tanto para profissionais da saúde, quanto para idosos que não puderam comparecer nas ações anteriores, apenas para os casos de segunda dose. 

A Semus informa que é necessário levar documento com foto (RG ou Registro Profissional, no caso de profissional da saúde), cartão de vacina e cartão do SUS. Caso não possua o cartão do SUS, o cidadão pode comparecer à unidade com o CPF. Os idosos acamados e/ou com mobilidade reduzida receberão a segunda dose em casa, a partir do próximo dia 08, conforme calendário proposto por cada USF.

Estoque e vacinados

Até o momento, a Semus recebeu do Ministério da Saúde, via Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO), 9.311 doses da Coronavac para a primeira administração e 9.091 doses referentes à segunda aplicação, para imunizar profissionais da saúde da linha de frente, idosos com mais de 80 anos, idosos em instituições de longa permanência e cuidadores desses idosos.

A Capital também recebeu 1.130 doses da vacina Astrazeneca/Oxford que serão destinadas à primeira dose para profissionais da saúde da linha de frente.

Post Anterior

Bolsonaro zera PIS e Cofins do diesel e do gás de cozinha

Próximo Post

Produção de petróleo cresce 5,4% de dezembro para janeiro