0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 11/10/2018 11:26

Deve ser transferido para Guaraí, a 180 km de Palmas, o homem preso em Santa Helena de Goiás, suspeito de envolvimento num golpe contra uma empresa agrícola da região. A Polícia Civil divulgou nesta quinta-feira, 11, o resultado da Operação Soy Ghost, que envolveu policiais civis tocantinenses e goianos, no último 3 de outubro e resultou na prisão do suspeito.

O principal alvo da investigação era Willian Cássio de Souza, de 33 anos, acusado de dar um golpe de mais de R$ 600 mil numa empresa agrícola de Guaraí, a Agrofarm Produtos Agroquímicos, instalada na cidade há mais de 15 anos. Segundo a polícia, ele começou a trabalhar na empresa em dezembro de 2016, como encarregado de silo. Três meses depois, pediu rescisão do contrato, justificando que abriria negócio próprio.

Logo depois que o encarregado deixou o trabalho, em junho de 2017, ex-colegas de trabalho de Willian verificaram que faltavam cerca de 11 mil sacas de soja, equivalentes a aproximadamente R$ 650 mil nos estoques da empresa. O caso foi parar na polícia. 

Divulgação

O delegado Túlio Pereira Motta disse ao Portal Orla Notícias que “as investigações apontaram a existência de falsos registros de entrada de grãos”, ou seja, Willian teria “fraudado documentos para simular a descarga de grãos e com isso gerar um saldo no sistema de controle, para posteriormente vender, entretanto, os grãos que de fato existiam e teriam sido armazenados por terceiros” em outro local. O esquema adotado deu nome à operação – Soy Ghost (do inglês “Fantasma da Soja” ou “Grãos Fantasmas”).

Willian, que estava foragido, foi preso na cidade onde sua família reside, em Santa Helena de Goiás. O caso estava em sigilo até esta quarta-feira, 10. 

Post Anterior

Segundo turno: Propaganda Eleitoral no rádio e televisão começa nesta sexta

Próximo Post

Manhoso ladrão do tapete rosa? Vídeo flagra motoqueiro 'levando' peça de loja de Gurupi hoje cedo

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *