0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 19/05/2020 14:52

A Polícia Militar, reforçou o policiamento ostensivo e preventivo, por meio de barreiras de fiscalização e sanitárias em todo o estado do Tocantins, nas cidades que estão em Lockdown. Essa é uma das medidas mais restritivas para o distanciamento social ampliado com o intuito de reduzir a contaminação e disseminação do Covid-19.

Durante a operação foram empregados 50 homens de unidades especializadas da Capital que foram enviados para o interior com carga horária de 7,9 mil horas, um investimento de 237 mil reais. A PM realiza também as operações Siga bem Caminhoneiro e a Hórus Barreira Sanitária.

Dentre as ações realizadas pelos policiais militares estão à realização de blitz, barreiras intermunicipais, abordagens aos veículos de carga, veículos de transporte e passeio. Na operação, os policiais militares ainda estão averiguando a necessidade de deslocamento de pessoas que estejam transitando pelas rodovias de acesso às cidades em situação de Lockdown.

Elas terão que comprovar que estão indo para atividade essencial ou então assinar um termo de responsabilidade que o destino será para outra localidade diversa que não esteja na situação de bloqueio total. A Secretaria de Segurança Pública, Corpo de Bombeiros Militar e órgãos de saúde municipais atuam em parceria com a corporação.

“Atuamos com o apoio dos órgãos de saúde e demais Forças de Segurança Pública fiscalizando e orientando os cidadãos sobre esta doença que traz graves prejuízos à saúde pública. Com essas ações esperamos reduzir os números de contaminação e disseminação da Covid 19”, destaca o hefe do Estado Maior da PM, coronel Márcio Antônio Barbosa de Mendonça.

Restrições e fiscalização

O decreto proíbe a circulação de pessoas nos respectivos municípios, exceto para serviços essenciais, com a apresentação de documento de identificação oficial com foto, sendo obrigatório o uso de máscara de proteção facial; deslocamento a hospitais, supermercados, farmácias ou estabelecimentos cujas atividades se enquadrem como essenciais; comparecimento ao trabalho, desde que no local sejam realizadas atividades consideradas essenciais; também estão proibidas a realização de visitas ou reuniões, públicas ou privadas, inclusive de pessoas da mesma família que não coabitam a mesma residência, independentemente do número de pessoas, além  da realização de atividades religiosas presenciais, facultando-se a ocorrência de modo remoto, virtual.

Atividades essenciais

Na reedição do Decreto 6.095, outras quatro atividades estão sendo consideradas como essenciais, são elas: – atividades de estabelecimentos para produção, distribuição e comercialização de insumos agropecuários, medicamentos de uso veterinário, vacinas, material genético, suplementos, defensivos agrícolas, fertilizantes, sementes e mudas e produtos agropecuários; – tratamento e abastecimento de água; – captação e tratamento de esgoto e lixo; – atividades urgentes de advogados e contadores que não puderem ser prestadas por meio de trabalho remoto. Ao todo são mais de 50 atividades consideradas essenciais.

Cidades abrangidas pelo Distanciamento Social Ampliado

O Governo do Tocantins incluiu as cidades de Caseara, Couto Magalhães, Aguiarnópolis; Ananás; Angico; Aragominas; Araguaína; Araguatins; Augustinópolis; Axixá; Buriti; Cachoeirinha; Cariri; Carrasco Bonito; Colinas; Darcinópolis;Esperantina;Guaraí; Itaguatins; Luzinópolis;  Maurilândia;  Nazaré; Nova Olinda; Palmeiras; Praia Norte; Riachinho;  Sampaio; Santa Terezinha; São Bento; São Miguel; São Sebastião; Sítio Novo; Tocantinópolis; Wanderlândia; Xambioá. Um total de 35 municípios abrangidos pela medida que deve vigorar até às 18 horas do próximo sábado, 23 de maio.

Post Anterior

Confira a lista de municípios tocantinenses que cancelaram a temporada de praia devido à pandemia

Próximo Post

Ministério da Saúde entregou apenas 6% dos respiradores prometidos

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *