0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 07/11/2019 18:44

A Polícia Civil deflagrou nesta quinta-feira, 7, a 2ª fase da operação “Dominó” que prendeu seis pessoas. Segundo as investigações da Polícia Civil, os presos são suspeitos de integrar uma associação criminosa que atuava no tráfico de drogas em Guaraí e região e já são condenados a penas que variam entre 12 anos e meio e 11 anos e 4 meses de reclusão.

A primeira fase da Operação Dominó aconteceu em 2010, mas após 6 meses de prisão todos foram colocados em liberdade por decisão do Poder Judiciário, que lhes garantiu o direito de recorrerem em liberdade.

Agora, com a confirmação das penas em segunda instância, novos mandados de prisão foram expedidos, sendo cumpridos hoje. Investigações indicam que enquanto aguardavam a apreciação de seus recursos, muitos dos presos hoje continuaram a atuar no tráfico de drogas, inclusive incorporando facções criminosas de renome nacional.

Suspeitos de integrar associação criminosa são preso pela Polícia Civil em Guaraí. Foto: 5ª DEIC – Guaraí.

Os suspeitos foram capturados enquanto se encontravam em diferentes pontos da cidade de Guaraí e, em seguida, conduzidos até à Central de Atendimento da Polícia Civil. Eles foram encaminhados para Casa de prisão provisória de Guaraí. 

Post Anterior

Hospitais do Tocantins são beneficiados com soluções de eficiência energética

Próximo Post

PGJ instaura procedimento para averiguar remoção de delegados de polícia no Tocantins